UFC Vegas 51: Luque perde revanche contra Belal

Seis anos após se enfrentarem, Vicente Luque e Belal Muhammad se enfrentaram novamente. Dessa vez, quem levou a melhor foi o norte-americano, que fez cinco bons rounds contra Luque no main event. A vitória de Belal interrompeu uma boa sequência de 4 vitórias do brasileiro. No co-main event, Caio Borralho fez uma boa estreia na organização. Apesar de a luta ter sido encerrada antes do tempo, por conta de uma joelhada ilegal a acidental do brasileiro, Borralho fez uma excelente luta, mostrando ampla dominância sobre um adversário duro.


Card principal


Vicente Luque vs. Belal Muhammad

Categoria: Meio-Médio

Em uma luta bastante parelha, Belal Muhammad (20-3-1NC) venceu por decisão unânime (49–46, 49–46, 48–47) Vicente Luque (21–7-1) após cinco longos rounds. A vitória de Belal interrompeu uma boa sequência de 4 vitórias do brasileiro.


No round inicial, Luque tentou manter Belal fora de sua zona de conforto, o pressionado a todo momento. Porém, a boa movimentação de Belal e seus chutes no corpo acabaram se sobressaindo. O segundo round foi muito parecido com o anterior, com Belal se saindo ligeiramente melhor. Sua boa movimentação combinada com seus ataques rápidos e precisos acabaram lhe garantindo o round. Luque cresceu no terceiro round. Logo nos minutos iniciais do round, Luque deixou Belal claramente atordoado em duas oportunidades na trocação. O quarto round foi o mais equilibrado da luta, com ligeira vantagem para Luque. Belal mostrou mais urgência no último round e se saiu melhor, sobretudo quando a luta foi para o chão, onde ele esteve muito perto de finalizar Luque.


Caio Borralho vs. Gadzhi Omargadzhiev

Categoria: Médio


Em uma performance contundente, Caio Borralho (11-1-1NC) venceu Gadzhi Omargadzhiev (13-1) por decisão unânime, após a luta ser encerrada perto do final do round, após um chute ilegal de Borralho em Omargadzhiev, que não teve condições de continuar a luta.


O round inicial foi bastante equilibrado. No chão, Borralho foi melhor, ficando boa parte do round nas costas de Omargadzhiev buscando uma finalização. Omargadzhiev fez um bom trabalho se defendendo, mas certamente perdeu o round na pontuação. O segundo round foi parecido, com o brasileiro se saindo melhor em pé na primeira metade do round e na segunda metade, no chão, o brasileiro novamente levando a melhor, sem sucesso em finalizar o russo. No round final, Borralho estava melhor (apesar de mais parelha a luta), porém um chute ilegal no final do round lhe custou um ponto. Omargadzhiev não tinha condições de continuar e a luta foi encerrada.


Miguel Baeza vs. Andre Fialho

Categoria: Meio-Médio


Em uma luta de apenas 1 round, Andre Fialho (15-4) venceu por nocaute técnico Miguel Baeza (10-2) após passar boa parte do round atrás na pontuação.


Baeza estava melhor no primeiro round, mostrando uma boa trocação. Porém, no final do round, Fialho conseguiu acertar um uppercut certeiro em Baeza, levando-o ao chão de imediato. Na sequência, Fialho partiu para uma sequência de golpes contundentes que levaram ao fim a luta.


Mayra Bueno Silva “Sheetara” vs. Wu Yanan “Mulan”

Categoria: Galo (feminino)


Pela divisão galo (feminina), a brasileira Mayra Bueno Silva “Sheetara” (8-2-1) enfrentou e venceu chinesa Wu Yanan “Mulan” (12-5) por decisão unânime (29–28, 29–28, 30–27).


Mesmo mostrando um volume de golpes ligeiramente inferior que a chinesa, Sheetara se manteve calma e mostrou mais contundência nos poucos golpes em que acertou Wu. Melhor no chão e em pé, Wu conseguiu superar a brasileira no segundo round. Wu ganhou confiança e se saiu melhor também no round final. Desde o inicio do round, Wu esteve pressionando a brasileira com uma trocação sem fim. Mas ainda assim, Sheetara conseguiu mostrar um volume maior de golpes, porém com pouca contundência.

Pat Sabatini vs. TJ Laramie

Categoria: Pena


Em uma performance impecável, Pat Sabatini (17-3) dominou TJ Laramie (12-5) em todos os três rounds, o que lhe rendeu a quarta vitória consecutiva, dessa vez por decisão unânime (30-26 x3).


Sabatini fez um bom primeiro round. Superior em pé, Sabatini conseguiu no final do round aplicar um poderoso chute na altura do fígado de Laramie quase o levando a noucate. Sabatini ainda tentou uma guilhotina na sequência, mas sem sucesso. No segundo round Sabatini foi ainda mais contundente. No chão, Sabatini passou boa parte do round nas costas de Laramie, o golpeando e esperando uma boa oportunidade para estrangula-lo. Novamente no round final Laramie não teve chance alguma, sendo totalmente dominado no chão.


Mounir Lazzez vs. Ange Loosa

Categoria: Meio-Médio

Na primeira luta do card principal, Mounir Lazzez (11-2) e Ange Loosa (8-3) travaram uma verdadeira batalha pela divisão dos meio-médios. Ao final, os árbitros deram a vitória para Mounir Lazzez por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27).


Lazzez mostrou estar afiado na trocação. Versátil, Lazzez alternou entre jabs, cotoveladas, golpes no corpo e chutes baixos em Loosa. Por outro lado, Nossa mostrou ter absorvido bem todos os golpes, não demonstrando preocupação. O segundo round foi mais parelho. Dessa vez Nossa se saiu ligeiramente melhor em nossa visão, ao mostrar um volume superior de golpes. No round final vimos uma trocação ainda mais intensa e parelha entre ambos. O volume de golpes desferido por ambos foi maior que os dois rounds anteriores. Porém, nenhum dos lados conseguiu o nocaute.

Por Silvio e Flavio Doria