UFC Vegas 5: Brunson atropela sensação do ex-time de Ronda Rousey

O UFC Vegas 5 (ou UFC Fight Night 173 ou mesmo UFC on ESPN+ 31) foi repleto de baixas, inclusive no card principal. Porém, apesar dos cancelamentos inesperados o evento foi empolgante, e rápido. Apenas uma luta do card principal terminou na decisão dos árbitros.


Na luta principal da noite, em uma atuação incontestável, Derek Brunson (21-7-0) venceu o invicto Edmen Shahbazyan (11-1-0) por nocaute técnico no terceiro round. Havia uma sensação em torno do nome de Shahbazyan, nova promessa do Glendale Fighting Club (mesma equipe que revelou Ronda Rousey), mas Brunson, 8o do ranking dos médios, tratou de barrar a ascensão de Shahbazyan na divisão.


Pela segunda principal luta da noite, Jennifer Maia (18-6-1) venceu Joanne Calderwood (14-5-0) por finalização ainda no primeiro round. A brasileira Jennifer Maia começou bem o primeiro round, mostrando uma boa trocação. Quase na metade do round, Calderwood partiu para a luta no chão para reverter o resultado do round, porém foi a brasileira que levou a melhor, finalizando Calderwood pouco depois.


A vitória foi importante para Maia e pode ter dado a ela o caminho ao cinturão da divisão mosca. Calderwood era a terceira colocada do ranking da divisão e tinha luta marcada para disputar o título contra Valentina Shevchenko, atual campeã. No entanto, Shevchenko se lesionou e teve que se retirar da luta. Após a vitória contundente da brasileira, Shevchenko chegou a postar em sua conta no Twitter a mensagem: “See you soon Jennifer”, sugerindo uma provável desafio. Ficamos na torcida.


Em uma ótima atuação, Vicente Luque (13-3-0) venceu Randy Brown (18-8-1) no segundo round por nocaute.

Na primeira luta do card principal, Bobby Green (26-10-1) venceu Lando Vannata (11-5-2) por decisão unânime (30-26, 30-27, 30-27). Ambos ja haviam lutado, em 2017, no UFC 216. Porém, este primeiro embate terminou em empate (decisão dividida), após Vannata ter um ponto deduzido por conta de uma joelhada ilegal. Na ocasião, a luta foi premiada como a melhor da noite.


Card principal

Derek Brunson vs. Edmen Shahbazyan

Categoria: Médios

Derek Brunson vence Edmen Shahbazyan por nocaute técnico no 3R

Em uma atuação incontestável, Derek Brunson (21-7-0) venceu o invicto Edmen Shahbazyan (11-1-0) por nocaute técnico no terceiro round.


O primeiro round foi bastante apertado, porém vimos ligeira vantagem para Brunson, principalmente no começo, onde esteve melhor na trocação. Brunson continuou na frente no segundo round. Brunson esteve melhor na trocação na primeira metade do round. Nos minutos finais, ele conseguiu uma queda e passou a dominar Shahbazyan não chão, com uma sequência de golpes contundentes. Shahbazyan foi salvo pelo gongo, literalmente. No terceiro round, Shahbazyan já exausto foi uma presa fácil. Na primeira sequência de golpes contundentes de Brunson, Shahbazyan entrou em modo de sobrevivência… Herb Dean não teve outra alternativa se não encerrar a luta por nocaute técnico


Joanne Calderwood vs. Jennifer Maia

Categoria: Mosca (Feminino)

Jennifer Maia vence Joanne Calderwood por finalização no 1R

Em uma luta rápida, Jennifer Maia (18-6-1) venceu Joanne Calderwood (14-5-0) por finalização ainda no primeiro round. A brasileira Jennifer Maia começou bem o primeiro round, mostrando uma boa trocação. Quase na metade do round, Calderwood partiu para a luta no chão para reverter o resultado do round, porém foi a brasileira que levou a melhor, finalizando Calderwood pouco depois.


A vitória foi importante para Maia e pode ter dado a ela o caminho ao cinturão da divisão mosca. Calderwood era a terceira colocada do ranking da divisão e tinha luta marcada para disputar o título contra Valentina Shevchenko, atual campeã. No entanto, Shevchenko se lesionou e teve que se retirar da luta. Após a vitória contundente da brasileira, Shevchenko chegou a postar em sua conta no Twitter a mensagem: “See you soon Jennifer”, sugerindo uma provável desafio. Ficamos na torcida.

Vicente Luque vs. Randy Brown

Categoria: Médios

Vicente Luque vence Randy Brown por nocaute no 2R

Em uma ótima atuação, Vicente Luque (13-3-0) venceu Randy Brown (18-8-1) no segundo round por nocaute.


Vicente Luque fez um ótimo primeiro round, superior não só no volume de golpes, mas também na contundência. Luque inclusive chegou a conseguir um knock-down em Brown, ao acerta-lo com um golpe de direita à curta distância. No final do round, um cruzado de Luque quase chegou a derrubar Brown. Luque estava levando o segundo round, após um castigo nas pernas de Brown. Em um determinado momento da luta, Luque chegou a derrubar Brown com seus chutes nas alturas das pernas. Porém, no final do round, Luque o pegou em uma guilhotina na grade e na sequência o acertou com uma poderosa joelhada na região da cabeça, garantindo-lhe o nocaute.

Lando Vannata vs. Bobby Green

Categoria: Leves

Bobby Green vence Lando Vannata por decisão unânime (30-26, 30-27, 30-27)

Na primeira luta do card principal, Bobby Green (26-10-1) venceu Lando Vannata (11-5-2) por decisão unânime (30-26, 30-27, 30-27). Ambos ja haviam lutado, em 2017, no UFC 216. Porém, este primeiro embate terminou em empate (decisão dividida), após Vannata ter um ponto deduzido por conta de uma joelhada ilegal. Na ocasião, a luta foi premiada como a melhor da noite.


A primeira luta do card principal começou em um bom ritmo. Ambos ficaram bem próximos por todo o round, trocando golpes. Vannata mais ativo na trocação e Green nas esquivas, focando no contra-golpe. Green se saiu melhor, em nossa visão, sendo ligeiramente mais contundente. Green também esteve melhor no segundo round, mostrando maior volume de golpes. Green pareçe absorver bem os golpes de Vannata. No round final, foi incontestável a vantagem de Green. Após conseguir um knock-down, Green tentou pressionar Vannata no chão, inclusive quase conseguindo um estrangulamento, muito bem defendido por Vannta.

Por Silvio e Flavio Doria

Pós-Luta / Post-Fight

Nosso objetivo é trazer a nossos leitores reportagens e análises de qualidade, além de coberturas play-by-play de eventos do mundo do MMA e do Boxe. Trabalho desenvolvido por Silvio e Flavio Doria (registro de jornalistas: MTB 0082740/SP e MTB 0080216/SP, respectivamente), ambos membros da MMA Journalists Association. 

PosLuta.com | Copyright © 2019 | Todos os direitos reservados.