UFC Vegas 49: Makhachev rouba a cena mais uma vez

O UFC Vegas 49 (UFC Fight Night 202 ou UFC on ESPN+ 60) mostrou mais uma vez a dominância de Makhachev, discípulo direto de Khabib Nurmagomedov.


Pela luta principal do evento, o favorito Islam Makhachev (22-1) venceu por nocaute técnico Bobby Green (29-13-1) após derruba-lo logo no inicio da luta e iniciar uma sequência de golpes contundentes que levaram ao fim da luta. Logo após a vitória, Dana White chegou a comentar que a próxima luta de Makhachev seria pelo cinturão da divisão dos leves, hoje nas mãos do brasileiro Charles “do Bronx” Oliveira. No co-main event, em uma luta dificil, o brasileiro Wellington Turman (18-5) venceu Misha Cirkunov (15-8) por finalização no inicio do segundo round. Outro destaque no card principal foi a luta entre a brasileira Priscila Cachoeira (11-4) e a coreana Ji Yeon Kim (9-5-2). A vitória de Cachoeira foi bastante contestada por ela claramente ter perdido dos dois primeiros rounds. Na visão dos juízes a dominância dela no round final compensou os rounds anteriores, o que gerou bastante questionamentos pelos analistas que acompanhavam o evento.


Card principal


Islam Makhachev vs. Bobby Green

Categoria: Peso combinado

Em uma luta rápida, de apenas 1 round, o favorito Islam Makhachev (22-1) venceu por nocaute técnico Bobby Green (29-13-1) após derruba-lo e iniciar uma sequência de golpes contundentes que levaram ao fim da luta. Logo após a vitória, Dana White chegou a comentar que a próxima luta de Makhachev seria pelo cinturão da divisão dos leves, hoje nas mãos do brasileiro Charles “do Bronx” Oliveira.

Misha Cirkunov vs. Wellington Turman

Categoria: Médio


Em uma luta dificil, Wellington Turman (18-5) venceu Misha Cirkunov (15-8) por finalização no inicio do segundo round.


Turman fez um bom começo de round. O brasileiro passou boa parte do round nas costas de Cirkunov tentando buscar a finalização. Quando se desvencilhou do golpe, Cirkunov foi mais contundente, imponto uma sequencia de golpes contundentes no brasileiro e no minuto do round quase o finalizou. No segundo round, o brasileiro precisou de pouco mais de um minuto para conseguir finalizar Cirkunov.


Ji Yeon Kim vs. Priscila Cachoeira

Categoria: Mosca (feminino)


Em uma luta de superação, a brasileira Priscila Cachoeira (11-4) venceu Ji Yeon Kim (9-5-2) por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28). Na transmissão oficial, os comentaristas questionaram a vitória por ela ter perdido claramente os dois rounds iniciais. Embora, ela tenha sido dominante no round final, não mostrou tanta dominância a ponto de ter garantido a luta apenas com um round.

Cachoeira adotou um estilo agressivo de trocação no primeiro round, mas pecou em deixar a guarda-baixa, o que garantiu bons momentos para a coreana na trocação. Cachoeira continuou partindo para cima, dominando o centro do octógono, mas ainda assim foi a coreana que se saiu melhor, mostrando mais acurácia nos golpes. No round final, Cachoeira mostrou bastante força de vontade partindo para cima da coreana. Ela manteve o ritmo agressivo até o final do round, conseguindo bons momentos durante a luta, mas também se expos em alguns momentos, fazendo do round final o mais sangrento da luta.

Arman Tsarukyan vs. Joel Álvarez

Categoria: Leve


Arman Tsarukyan (18-2) conseguiu uma vitória contundente sobre o duro Joel Álvarez (19-2).


Apesar da pouca contundência, Álvarez se saiu melhor no inicio do round inicial quando a luta esteve em pé. No chão, Tsarukyan foi melhor, o que lhe garantiu o round. No minuto final, a contundência de seus golpes causaram um corte profundo em Alvarez. No segundo round, Tsarukyan continuou sua estratégia bem sucedida do round anterior, pressionando Alvarez no chão com seu poderoso ground and pound, até conseguir a vitória por nocaute técnico.


Armen Petrosyan vs. Gregory Rodrigues

Categoria: Medio

Em uma luta empolgante, Armen Petrosyan (6-3) venceu Gregory Rodrigues, vulgo “Robocop” (11-4) por decisão dividida e injusta em nossa visão, dado a contundência dos golpes do brasileiro.


Robocop começou o round inicial soltando sua mão pesada sobre Petrosyan. Além de dominar o centro do octógono, o brasileiro conseguiu desferir poderosos socos em Petrosyan. Por outro lado, Petrosyan explorou bastante os chutes no corpo do brasileiro, para mina-lo nos próximos rounds. O segundo round foi mais equilibrado, com ambos mostrando um volume de golpes muito parecido, porém o brasileiro se saiu ligeiramente melhor em nossa visão. O round final foi o mais empolgante. Robocop teve um bom momento no começo do round, quase conseguindo finalizar Petrosyan. Quando a luta voltou em pé, Petrosyan usou seu último gás para iniciar uma série de golpes contundentes no brasileiro.


Por Silvio e Flavio Doria