UFC Vegas 47: Strickland se mantém como um top contender na divisão dos médios

Apesar de um card preliminar empolgante, com diversos nocautes, o card principal do UFC Vegas 47 (ou UFC Fight Night 200) foi relativamente fraco, sem grandes performances, sobretudo na luta principal, entre Jack Hermansson e Sean Strickland. Porém, especialmente essa luta principal foi importante para a definição da fila para a disputa do cinturão dos médios. Sean Strickland (25-3) manteve sua invencibilidade intacta ao derrotar o durísimo Jack Hermansson (22-7) por pontos. Agora, Strickland é o candidato mais provável para desafiar o futuro campeão da divisão após a defesa do título de Israel Adesanya contra Robert Whittaker. No co-main event, destacamos a vitória de Nick Maximov (8-0), que apesar de contestada, deve dar projeção para Maximov, que segue invicto na carreira e trazendo consigo a expectativa de ser a principal promessa do time dos irmãos Diaz.


Card principal


Jack Hermansson vs. Sean Strickland

Categoria: Médio

Sem surpresa, Sean Strickland (25-3) venceu Jack Hermansson (22-7) por pontos. Agora Strickland deve enfrentar o vencedor do duelo entre o atual campeão da categoria, Israel Adesanya e Robert Whittaker.


Cheio de expectativa, o round inicial foi morno, com ambos se estudando bastante e, portanto, sem grande atividade. O segundo round continuou morno, com poucos momentos de trocação mais intensa. Nos segundos finais, Hermansson chegou a ser derrubado ao sofrer um golpe certeiro. Strickland se saiu ligeiramente melhor no terceiro round, mantendo a luta no seu ritmo. Hermansson até buscou mais a luta, mas Strickland foi mais efetivo. Hermansson não conseguiu trazer nada de novo no quarto round, o que ampliou a vantagem para Strickland, que continuou mais efetivo na trocação. Além disso, Hermansson pareceu mais cansado no round. O round final não trouxe nenhuma mudança na dinâmica observada nos rounds anteriores. Ambos chegaram trocar golpes mais agressivamente no fim, mas nada que mudasse a direção da luta.


Punahele Soriano vs. Nick Maximov

Categoria: Médio


Em mais uma luta decidida pelos juízes, Nick Maximov (8-0) manteve sua invencibilidade ao vencer Punahele Soriano (8-2) por decisão dividida (28–29, 30–27, 29–28).


Soriano se saiu melhor na trocação no round inicial, porém passou por um sufoco no final do round, quando Maximov mochilou Soriano e quase o pegou em um estrangulamento. Soriano continuou melhor na trocação no segundo round, mas novamente chegou a ser pressionado perto do minuto final. Embora sem grande contundência, Maximov dominou todo o terceiro round ao tentar explorar o jogo de chão. Soriano passou praticamente todo o round tentando evitar uma queda, sendo completamente anulado no round.


Shavkat Rakhmonov vs. Carlston Harris

Categoria: Meio-Médio

Em uma luta rápida, o brasileiro Carlston Harris foi nocauteado ainda no primeiro round por Shavkat Rakhmonov. Após um chute rodado na região da cabeça, Shavkat Rakhmonov iniciou uma série de golpes contundentes levando o fim da luta.


Sam Alvey vs. Brendan Allen

Categoria: Meio-Pesado


Na primeira luta encerrada por finalização, Brendan Allen (18-4) venceu Sam Alvey (33–17-1) ao estrangula-lo com um mata-leão.


Allen pressionou Alvey em todo o round, mas foi Alvey quem conectou os melhores golpes. Nos segundos finais, Alvey chegou a levar um poderoso direto, que quase significou o fim da luta. No segundo round, Alvey foi acertado por um cruzado de direita e logo na sequência foi pego por um mata-leão muito bem aplicado, levando ao fim a luta por finalização.


Tresean Gore vs. Bryan Battle

Categoria: Médio

Em outra luta de três rounds completos, Bryan Battle (8-1) venceu Tresean Gore (4-1) por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28).

Bryan se saiu melhor no primeiro round ao mostrar um maior volume de golpes, mesmo com Gore dominando o centro do octógono. No intervalo do round Gore e Bryan chegaram a se estranhar, o que fez com que eles ficassem mais agressivos na trocação, principalmente Gore que quase chegou a nocautear Bryan em duas oportunidades. No round final, Gore continuou melhor, impondo mais danos em Bryan.

Julian Erosa vs. Steven Peterson

Categoria: Pena

Em uma verdadeira batalha de três rounds, o veterano Julian Erosa (27-10) venceu Steven Peterson (19–10) por decisão dividida (28–29, 29–28, 29–28).


Erosa se saiu melhor no primeiro round em nossa visão, mostrando mais acurácias nos golpes. A estratégia de Peterson fugir para os lados (e desferir chutes baixos) para evitar ficar na linha de ataque de Erosa parece não ter surtido o efeito desejado. Próximo do final do round, ambos iniciaram uma trocação mais franca, com bons momentos para ambos os lados. No segundo round, Peterson estava melhor, se soltando mais e buscando a trocação com Erosa. Porém, perto do fim do round, Erosa, em um golpe de sorte, chegou a obter um flash-down após um soco giratório em Peterson. O terceiro e final round foi uma batalha. Erosa tentou levar a luta para o chão mas quase foi pego por uma guilhotina (o mesmo ocorreu no final do round também). Voltando em pé, ambos trocaram golpes em pé por todo o final do round.


Por Silvio e Flavio Doria