UFC Vegas 41: Borrachinha faz boa luta, mas perde para Vettori por pontos

Borrachinha e Vettori roubaram a cena no UFC Fight Night 196 (também chamado de UFC on ESPN+ 54). Havia uma grande expectativa para essa luta e já se esperava um combate franco entre os dois. Borrachinha subiu no octógono com um semblante diferente do normal, bastante emotivo, o que pode ter influenciado em sua estratégia no inicio da luta. Além disso, seu gás pareceu bastante comprometido, o que rendeu comentários dos analistas do mundo da luta a respeito de seu camp. Borrachinha chegou a acertar durante a semana a luta em peso combinado com Vetorri. Porém, infelizmente para nós brasileiros, Marvin Vettori (18-5-1) venceu Borrachinha (13-2) por decisão unânime (48-46, 48-46, 48-46).


No co-main event, o resultado final da luta entre Grant Dawson (17-1-1) e Ricky Glenn (22-6-2) foi polêmica. A luta terminou em um empate por decisão majoritária, mas Glenn terminou o round em uma finalização sobre Dawson, que aparentemente chegou a apagar com o soar do gongo, mas a decisão dos árbitros pelo empate foi soberana.


Card principal


Paulo Costa vs. Marvin Vettori

Categoria: Meio-Pesado

Na melhor exibição da noite, Marvin Vettori (18-5-1) venceu Paulo Costa, o “Borrachinha” (13-2) por decisão unânime (48-46, 48-46, 48-46).


Ambos foram muito ativos na trocação no round inicial. Borrachinha atingiu Vetorri com bons chutes, mas a trocação do italiano pareceu mais afiada. Chamou atenção a falta de gás de Borrachinha ainda no round inicial. Borrachinha cresceu no segundo round, impondo em Vetor duros golpes no corpo e chutes altos. Mas lhe foi tirado um ponto por ter acertado os olhos de Vetorri com os dedos. O terceiro round foi bastante parelho, com uma ligeira vantagem para Vetorri. Borrachinha até chegou a tentar uma finalização, mas sem sucesso. O quarto round vimos um volume maior de trocação de ambos os lados, e os danos ficaram mais aparentes. Porém, no geral, Vetorri continuou melhor, enquanto que Borrachinha lutava também contra outro adversário, o preparo físico. No round final, Borrachinha castigou Vetorri com poderosos golpes no corpo (socos e chutes). Visivelmente Vetor sentiu os golpes e ficou apático durante o round.


Grant Dawson vs. Ricky Glenn

Categoria: Leve

O resultado final da luta entre Grant Dawson (17-1-1) e Ricky Glenn (22-6-2) foi polêmica. A luta terminou em um empate por decisão majoritária, mas Glenn terminou o round em uma finalização sobre Dawson, que aparentemente chegou a apagar com o soar do gongo, mas a decisão dos árbitros pelo empate foi soberana.


Embora tenha sido pouco efetivo em pé, Dawson foi superior no round, mostrando um bom domingo do jogo de chão. Em alguns momentos ele esteve próximo de conseguir uma finalização, mas sem sucesso. Dawson continuou ligeiramente melhor no segundo round, dominante no chão, onde a luta se transcorreu por quase todo o round. O round final, Glenn até conseguiu se sair melhor no chão, buscando não só finalizações, mas também golpes contundentes. Porém, o relógio esteve contra ele. Em uma luta de cinco rounds talvez ele tivesse mais tempo para desenvolver seu jogo.


Jessica-Rose Clark vs. Joselyne Edwards

Categoria: Galo


Após quase dois anos fora do octógono, Jessica-Rose Clark (11–6-1NC) venceu Joselyne Edwards por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28) pela divisão galo.


Clark passou boa parte do round no chão, tentando passar a guarda, sem muito sucesso. Em quase todo o round ela tentou evitar a todo custo uma trocação mais franca com Edwards. Clark continuou ligeiramente superior no segundo round, mas sem efetividade alguma. Edwards terminou o round sem dano algum, assim como Clark. No round final, Clark chegou a troca mais golpes, inclusive no chão, garantindo uma vitória sem sustos.


Alex Caceres vs. Seungwoo Choi

Categoria: Pena


Em uma luta empolgante, Alex Caceres (19-12-1NC) venceu Seungwoo Choi por finalização no terceiro e último round.


Caceres estava melhor no primeiro round, mais efetivo na trocação. Porém, ele sofreu um knock-down no meio do round. Seungwoo ainda o acertou com uma joelhada ilegal no rosto, enquanto ele ainda estava no chão, o que lhe rendeu um ponto. Seungwoo estava melhor também no segundo round, ate que no segundo round ele escalou as costas de Seungwoo e o pegou em um estrangulamento de respeito.


Francisco Trinaldo vs. Dwight Grant

Categoria: Meio-Médio


Em uma luta bastante parelha, Francisco Trinaldo (27–8) venceu Dwight Grant (11-4-0) por decisão dividida (29-27, 27-29, 29-27).


O primeiro round foi bastante parelho. Trinaldo e Grant ficaram com o dedo no gatilho e chegaram a arriscar uma trocação mais franca. Vimos mais trocação no segundo round, com bons momentos para ambos os lados. No round final, mesmo após uma advertência no round anterior, Massaranduba acertou seus dedos em cheio no olho de Grant. Apesar da imagem forte, não pareceu nada demais e Grant aproveitou para valorizar o momento e descansar. Massaranduba por outro lado, teve um ponto descontado. Tendo que vencer o round por conta do ponto descontado, Massaranduba não pareceu confiante em em buscar o nocaute e partiu para o jogo de chão, sem sucesso.

Nicolae Negumereanu vs. Ike Villanueva

Categoria: Meio-Pesado

Em uma luta de apenas um round, Nicolae Negumereanu (11-1) venceu por nocaute técnico, Ike Villanueva (18-13). Villanueva foi atingido por uma sequencia de golpes contundentes logo no inicio do round. Ele chegou a cair e foi atingido por diversos golpes na cabeça. Alguns desses golpes chegaram a atingir a parte de trás da cabeça, na nuca o que seria ilegal, mas não houve posicionamento da comissão de arbitragem e o resultado foi mantido.

Por Silvio e Flavio Doria