UFC Vegas 3: Pelos Pesados, Blaydes vence Volkov e chega mais perto de uma disputa de cinturão

Mais uma vez, o UFC trouxe boas horas de entretenimento ao vivo em um período de quarentena, quase sem esportes. Apesar de a luta principal ter sido entre os pesados Curtis Blaydes e Alexander Volkov, foi a luta anterior entre Josh Emmett e Shane Burgos que roubou a cena. Em uma luta sensacional (eleita a melhor da noite), Josh Emmett (16-2-0) venceu Shane Burgos (13-2-0) por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-27). Porém, não se enganem com a pontuação, a luta foi muito disputada na nossa visão. Voltando para os pesados, em uma luta morna, Curtis Blaydes (14-2-0) venceu Alexander Volkov (31-8-0) sem tomar grande risco, garantindo a vitória por pontos (49-46, 48-47, 48-46). Com a vitória, Blaydes se aproximou de uma provável disputa de cinturão (atual detentor do cinturão na divisão é Stipe Miocic). Porém, no Twitter, Francis Ngannou já avisou que é ele quem está em primeiro nessa fila.


Card principal

Curtis Blaydes vs. Alexander Volkov

Categoria: Pesado

Curtis Blaydes vence Alexander Volkov por decisão unânime (49-46, 48-47, 48-46)

Em uma luta bastante morna, totalmente diferente da anterior, Curtis Blaydes (14-2-0) venceu Alexander Volkov (31-8-0) sem tomar grande risco, garantindo a vitória por pontos (49-46, 48-47, 48-46). Ao final da luta, em entrevista pós-luta, Dana White pareceu irritado com a performance de Blaydes.

Blaydes não deu espaço para Volkov no primeiro round, logo derrubando-o e pressionando sobre a grade, no chão. Foi assim praticamente todo o round. O segundo round parecia que iria para um ritmo diferente, com uma luta se transcorrendo em pé, mas depois de uma rápida trocação Blaydes levou a luta para o chão novamente, onde mais uma vez, permaneceu por todo o restante do round. O terceiro e quarto round não foram tão diferentes, com um Volkov apático, se tornando alvo fácil para as quedas de Blaydes. Apenas no finzinho do quarto round, Volkov aparentou uma recuperação, se defendendo melhor das quedas e atacando com maior agressividade. No round final, Blaydes mais exausto fez o possível para manter a luta no chão, com um certo sucesso. Volkov, por outro lado, foi mais ativo, buscando atacar até quando esteve por baixo, algo que não ocorreu nos rounds anteriores.


Josh Emmett vs. Shane Burgos

Categoria: Pena

Josh Emmett vence Shane Burgos por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-27)

Em uma luta sensacional, Josh Emmett (16-2-0) venceu Shane Burgos (13-2-0) por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-27). Porém, não se enganem com a pontuação, a luta foi muito disputada na nossa visão.

Emmett e Burgos fizeram um primeiro round empolgante, com uma trocação franca entre os dois em boa parte do round. Burgos se saiu melhor em nossa visão, com mais golpes contundentes, inclusive com poderosos chute na altura das pernas. Além disso, Burgos pareceu absorver melhor os golpes. Burgos continuou melhor no segundo round em nossa visão. Emmett pareceu sentir mais uma vez alguma lesão no joelho (que se confirmou após a luta), mas isso não o impediu de continuar trocando golpes e bem contra Burgos. No round final a trocação continuou intensa e, dessa vez, Emmett se saiu melhor, conseguindo dois knock-downs no round. A margem foi tão boa para Emmett que deve ter colocado uma grande dúvida na cabeça dos árbitros de mesa.

Raquel Pennington vs. Marion Reneau

Categoria: Galo (Feminino)

Raquel Pennington vence Marion Reneau por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28)

Em um combate de três rounds completos, Raquel Pennington (11-9-0) venceu a aniversariante do dia (43 anos!) Marion Reneau (9–61) por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28).

O round inicial foi bastante parelho, com uma ligeira vantagem para Pennington num round de difícil pontuação, onde ambas desferiram a mesma quantidade de golpes contundentes (19 na contagem oficial). O segundo round foi mais intenso, com ambas as lutadores mostrando maior agressividade nos golpes, também com Pennington na frente em nossa contagem. Sentindo mais o desgaste do cansaço, Reneau não conseguiu manter o ritmo de combatividade dos rounds anteriores e se tornou um alvo fácil para Pennington que ampliou sua margem no round final.

Belal Muhammad vs. Lyman Good

Categoria: Meio Médio

Belal Muhammad vence Lyman Good por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)

Na segunda luta do card principal, Belal Muhammad (17-3-0) derrotou Lyman Good (21-6-0) por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28).

Muhammad começou a luta mais acuado, com Lyman dominando o centro do octógono e tentando encurralar Muhammad. Ainda assim, foi Muhammad que conectou mais golpes e, portanto, saiu na frente em nossa visão. O ritmo da luta se manteve o mesmo no segundo round, com Lyman tentando encurtar a luta, e Muhammad mesmo recuando conseguiu conectar mais golpes. De diferente foram as tentativas de queda de Muhammad no começo do round. O terceiro round foi todo de Lyman, que entrou para o round final com mais vontade. Quando ambos decidiram trocar golpes, Lyman se saiu melhor, com mais golpes contundentes, inclusive levando Muhammad a quase um knock-down no começo do round. Apenas no final do round, Muhammad cresceu na luta, quase conseguindo um estrangulamento.

Jim Miller vs. Roosevelt Roberts

Categoria: Peso combinado

Jim Miller venceu Roosevelt Roberts por finalização no 1R

Jim Miller e Roosevelt Roberts fazem agora a primeira luta do card principal. Em uma luta rápida, terminada ainda no primeiro round, Jim Miller (32-14-0) finalizou Roosevelt Roberts (10-2-0). Miller começou bem o primeiro round, já levando a luta para o chão, sua especialidade (até então haviam sido 17 finalizações em suas 31 lutas). Pouco mais de 2 minutos depois, Roberts reverteu a posição, mas deixou o braço e foi finalizado pelo experiente Miller. Com esta vitória Miller se tornou o terceiro lutador do UFC com o maior número de vitórias na história da organização, com 21 vitórias, atrás apenas de Demian Maia (com 22) e Donald Cerrone (23).


Por Silvio e Flavio Doria

Pós-Luta / Post-Fight

Nosso objetivo é trazer a nossos leitores reportagens e análises de qualidade, além de coberturas play-by-play de eventos do mundo do MMA e do Boxe. Trabalho desenvolvido por Silvio e Flavio Doria (registro de jornalistas: MTB 0082740/SP e MTB 0080216/SP, respectivamente), ambos membros da MMA Journalists Association. 

PosLuta.com | Copyright © 2019 | Todos os direitos reservados.