UFC Vegas 2: Calvillo e Vettori saem com os braços erguidos

Quem espera um evento pouco empolgante, por conta dos nomes poucos expressivos no card se frustrou. O UFC on ESPN: Eye vs. Calvillo (UFC on ESPN 10) foi exatamente o contrário. Todas as luta do card preliminar não duraram mais de 6 minutos somadas! Foram três nocautes com menos de 1 minuto nas três primeiras lutas do card. E no card principal, embora boa parte das lutas tenha ido para a decisão dos árbitros, não faltou empolgação. Na luta principal da noite, Cynthia Calvillo (9-1-1) venceu Jessica Eye (15-8-0) por decisão unânime (49-46, 49-46, 48-47). Na segunda luta da noite, e uma das mais aguardadas, Marvin Vettori (15-4-1) venceu Karl Roberson (9-3-0) por finalização ainda no primeiro round.


Card principal


Jessica Eye vs. Cynthia Calvillo

Categoria: Peso combinado

Cynthia Calvillo (9-1-1) vence Jessica Eye (15-8-0) por decisão unânime (49-46, 49-46, 48-47)

Em uma luta burocrática, Cynthia Calvillo (9-1-1) venceu Jessica Eye (15-8-0) por decisão unânime (49-46, 49-46, 48-47).


O primeiro round foi bastante equilibrado. Em nossa visão, Eye pareceu melhor na trocação. Além disso, conseguiu se defender bem de dois chutes altos desferidos por Calvillo. No segundo round, Calvillo desenvolveu melhor seu jogo de chão. Após mochilar Eye, Calvillo tentou por boa parte do round um estrangulamento mas sem sucesso, garantindo o round a seu favor sem margem para dúvidas. Calvillo se saiu melhor também no terceiro round, que até então se desenrolava parecido com o primeiro, com Eye melhor em pé, até de Calvillo levou a luta para o chão e passou a ser dominante, como no round anterior. Vendo um possível buraco no jogo de Eye, Calvillo insistiu no jogo de chão. Porém dessa vez, Eye conseguiu se livrar melhor da estratégia de Calvillo, mas nada que lhe garantisse o round. No round final, Calvillo continuou em vantagem, não dando espaço para Eye desenvolver seu jogo em pé. Em nossa visão faltou mais vontade de Eye na trocação, de insistir em um estilo mais agressivo. Talvez a derrota em sua luta anterior tenha deixado-a mais conservadora na luta.


Karl Roberson vs. Marvin Vettori

Categoria: Peso combinado

Marvin Vettori (15-4-1) vence Karl Roberson (9-3-0) por finalização no 1R

Em uma luta encerrada ainda no primeiro round, Marvin Vettori (15-4-1) venceu Karl Roberson (9-3-0) por finalização. Como esperado, o primeiro round foi muito bom, dinâmico, com bons momentos para ambos os lados. No começo do round, Vettori foi quase pego por um estrangulamento, mas conseguiu se sair bem e a partir de então só deu ele. Após levar a luta ao chão, conseguiu finalizar Roberson por estrangulamento após diversas tentativas sem sucesso.


Charles Rosa vs. Kevin Aguilar

Categoria: Leve


Em uma luta pouco empolgante, Charles Rosa (13-4-0) venceu Kevin Aguilar (17-4-0) por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28) em um resultado contestável em nossa visão.


O primeiro round do confronto foi bem morno (não para os padrões normais, mas para este evento, cujas lutas foram bastante intensas). O segundo round foi mais intenso, com uma trocação franca entre os dois lutadores, principalmente no final do round. Aguilar se saiu ligeiramente melhor em nossa visão. No round final, novamente, Aguilar se saiu ligeiramente melhor, mostrando maior eficiência nos golpes, mas nada tão significativa. Foi no geral uma luta pouco empolgante.


Andre Fili vs. Charles Jourdain

Categoria: Pena


Em outra luta terminada na decisão dos árbitros de mesa, Andre Fili (21-7-0) venceu Charles Jourdain (10-3-0) por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28).


O primeiro round da luta foi empolgante. Tanto Fili como Jourdain trocaram golpes de igual para igual. Fili estava ligeiramente melhor, porém no final do round sofreu um knock-down ao ser acertado por um chute alto o que pode ter virado o round em fazer de Jourdain. Fili se saiu ligeiramente melhor no segundo round, em função maior volume de golpes. No round final, Fili continuou em vantagem, mostrando maior volume de golpes, inclusive significativos. Além de duas quedas. No primeiro round ele também teria se saído melhor se não fosse o knock-down sofrido.


Jordan Espinosa vs. Mark De La Rosa

Categoria: Galo


Em uma luta de 3 rounds, Jordan Espinosa (15-7-0) venceu Mark De La Rosa (11-5-0) por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-26).


Espinosa foi melhor no primeiro round. Ele começou em um ritmo mais intenso, se movimentando e trocando mais golpes. Porém o ritmo foi reduzindo e o final do round ele passou sendo espremido na grade por um pouco ativo De La Rosa. Espinosa continuou melhor no segundo round, embora De La Rosa tenha dominado o centro do octógono. A estratégia de Espinosa, bem sucedida foi bater e cortar pelos lados. Aparentemente mais cansado, Espinosa venceu também o terceiro round. Em nossa visão faltou mais movimentação de De La Rosa que se tornou quase um alvo fixo para Espinosa. Com certeza, De La Rosa não estava no clima para essa luta. Faltou olhos de tigre, como diria a música famosa.


Essa era uma luta decisiva para ambos, Espinosa (Jordan Espinosa) vem de 2 derrotas na organização, enquanto De La Rosa (Mark De La Rosa) vinha de uma sequência pior, com 4 derrotas em suas últimas lutas, das quais as 3 últimas foram derrotas sucessivas. Portanto, pode ter sido o fim da linha para Espinosa.


Mariya Agapova vs. Hannah Cifers

Categoria: Mosca (feminino)


Em uma luta rápida Mariya Agapova (9-1-0) venceu Hannah Cifers (10-6-0) por finalização ainda no primeiro round. Estreando no evento, Agapova começou o round muito bem, mostrando uma boa trocação, em um ritmo forte. Ela chegou até a acertar um chute certeiro no queixo de CIfers, que a fez cambalear para trás. Atordoada, Cifers foi ao chão e Agapova aproveitou o momento indo para suas costas e a pegando-a em um estrangulamento.


Com a derrota, Cifers acumulou três derrotas consecutivas, sendo a última no final de maio (30/06), quando foi finalizada pela brasileira naturalizada norte-americana Mackenzie Dern


Por Silvio e Flavio Doria


Pós-Luta / Post-Fight

Nosso objetivo é trazer a nossos leitores reportagens e análises de qualidade, além de coberturas play-by-play de eventos do mundo do MMA e do Boxe. Trabalho desenvolvido por Silvio e Flavio Doria (registro de jornalistas: MTB 0082740/SP e MTB 0080216/SP, respectivamente), ambos membros da MMA Journalists Association. 

PosLuta.com | Copyright © 2019 | Todos os direitos reservados.