UFC Vegas 12: Anderson Silva se despede com derrota do UFC; Seu legado porém ficará imortalizado

Em sua luta de despedida, Anderson Silva sofreu um nocaute técnico no terceiro round. Seu algos, Urial Hall mostrou tremendo respeito pelo brasileiro após a vitória, pedindo desculpas e reverenciando o brasileiro, uma lenda no esporte. Anderson Silva encerra sua carreira com uma derrota, porém deixa um legado que jamais poderá ser esquecido. Um dos maiores lutadores de MMA da história, Anderson Silva foi o maior detentor do cinturão na história da divisão dos médios - defendendo-o por sete anos seguidos. Ao todo, são 34 vitórias na carreira, entre elas triunfos históricos sobre nomes como Vitor Belfort, Chael Sonnen, Forrest Griffin e Dan Henderson.


Durante a transmissão original pela ESPN, o UFC anunciou mais uma edição do The Ultimate Fighter 29 (TUF 29), que ocorrerá em Março de 2021. As seletivas começam no dia 13 de Novembro e serão feitas via entrevistas (por video-conferência). Participarão dessa temporada lutadores da divisão galo e médios. Para se aplicar, preencha a ficha em ufc.com/TUF. Em caso de dúvidas você pode entrar em contato com Gary DeFranco (gdefranco@pilgrimmediagroup.com).


Uriah Hall x Anderson Silva

Categoria: Peso-médio

Uriah Hall vence Anderson Silva por nocaute técnico

Em sua luta de despedida, Anderson Silva foi derrotado por Uriah Hall por nocaute técnico no terceiro round no terceiro round.


O primeiro round foi de muito estudo de muito respeito de ambas as partes, porém Silva teve seus bons momentos, arriscando em uma trocação mais franca com Hall. Por outro lado, Hall conseguiu acertar alguns golpes limpos no rosto de Silva, sem lhe causar danos no entanto. O segundo round foi de mais dificil pontuação, não tão clara como o anterior. Ambos os lutadores se soltaram mais, porém a quantidade de golpes contundentes foi exatamente a mesma: 11 para cada lado. No terceiro, Silva estava muito bem no round, se arriscando mais, porém no minuto final levou um poderoso soco de direita na região da têmpora que o levou ao chão de imediato. Caso Hall tivesse mais tempo certamente teria finalizado a luta. Silva foi salvo pelo gongo. No round seguinte, novamente Silva foi pego. Em um contra-golpe de Hall, Silva caiu já desorientado e depois de alguns golpes contundentes foi nocauteado.

Hall ficou bastante emocionado ao final do combate, mostrando muito respeito por Silva e todo seu time.


Anderson Silva encerra sua carreira com uma derrota, porém deixa um legado que jamais poderá ser esquecido. Um dos maiores lutadores de MMA da história, Anderson Silva foi o maior detentor do cinturão na história da divisão dos médios - defendendo-o por sete anos seguidos. Ao todo, são 34 vitórias na carreira, entre elas triunfos históricos sobre nomes como Vitor Belfort, Chael Sonnen, Forrest Griffin e Dan Henderson.


Bryce Mitchell x Andre Fili

Categoria: Peso-pena

Bryce Mitchell vence Andre Fili por decisão unânime (29-28, 30-27, 30-27)

Em uma luta de três rounds completos, Bryce Mitchell (14-1) venceu Andre Fili por decisão unânime (29-28, 30-27, 30-27).

Mitchell foi superior no primeiro round, conseguindo impor seu perigoso jogo de chão. Para Fili não restou nada a não ser tentar escapar do afiado jiu-jitsu de Mitchell. No round seguinte, Fili foi bem nas defesas de queda nos primeiros minutos, porém no final do round foi derrubado e, mais uma vez, anulado no jogo de chão. Nos segundos finais Fili ainda conseguiu se desvencilhar e voltou à luta em pé, onde esteve em vantagem no inicio do round. A pontuação, no entanto, foi mais apertada nesse round, podendo ter ido para qualquer dos lutadores. No round final, Mitchell voltou a ser dominante, impondo seu jiu-jitsu sobre Fili.

Um fato curioso, Mitchell estava usando um short camuflado da Reebok a pedido (público) do próprio lutador. Após tanto pedir, inclusive em uma entrevista pós-luta no octógono, a marca de artigos esportivos cedeu ao padrão fixo da linha UFC e fez uma edição especial para Mitchell. Apenas Conor McGregor havia tido essa honra, de ter uma caução próprio.


Maurice Greene x Greg Hardy

Categoria: Peso-pesado

Greg Hardy vence Maurice Greene por nocaute técnico no 2R

Pelos pesados, Greg Hardy (7-2) venceu por nocaute técnico Maurice Greene (9-6) no segundo round. Hardy fez um bom primeiro round, neutralizando Greene por todo o round. Hardy conseguiu derrubar Greene após um golpe e permaneceu boa parte do round no chão, acertando alguns combinações de golpes e tentando dificultar a respiração de Greene com as mãos.


No round seguinte, após 1 minuto de luta, Hardy conseguiu acertar um poderoso golpe em no rosto de Greene, levando-o ao chão de imediato. Na sequência, Hardy deu início a uma sequência de golpes contundentes que levaram Herb Dean a encerrar a luta por nocaute, para desespero de Greene que reclamou estar ativo durante o aperto no chão.


Kevin Holland x Charlie Ontiveros

Categoria: Peso-médio


Em uma luta rápida, Kevin Holland (20-5) venceu ainda no primeiro round, Charlie Ontiveros (11-7-0) por nocaute técnico. Após um bom começo, demonstrando boa habilidade em pé (com chutes característicos do taekwondo), Ontiveros foi derrubado e neutralizado no chão. Mais completo, Holland assumiu o controle da luta no chão. Ontiveros até conseguiu se desvencilhar a voltar em pé, mas logo depois foi rapidamente derrubado. Durante a queda, Holland o imobilizou seu pescoço e braço e ao cair feriu o pescoço de Ontiveros, que pediu a interrupção verbal.


Ainda no octógono, Holland chegou a provocar Adesanya que estava entre os poucos presentes na platéia. Porém, Adesanya não deu muita bola para o super confiante Holland. Em entrevista à Michael Bisping, pós-luta, Holland não quis dar detalhes do que disse à Adesanya...


Durante a transmissão oficial, Dana White confirmou que Ontiveros estava bem, sentindo as extremidades, conciente, porém foi levado imediatamente ao hospital com o pescoço imobilizado.


Bobby Green x Thiago Moises

Categoria: Peso-leve

Thiago Moises vence Bobby Green por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)

Na primeira luta do card principal, o brasileiro Thiago Moises (14-4-0) superou Bobby Green (17-11-1), interrompendo uma sequência de 3 vitórias do norte-americano. A vitória veio por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28) dos árbitros de mesa após uma batalha de três rounds completos, todos dominados pelo brasileiro. No round final, Bobby Green chegou a ter seu supercílio direito aberto após um golpe de Moisés.


Por: Silvio e Flávio Dória

Pós-Luta / Post-Fight

Nosso objetivo é trazer a nossos leitores reportagens e análises de qualidade, além de coberturas play-by-play de eventos do mundo do MMA e do Boxe. Trabalho desenvolvido por Silvio e Flavio Doria (registro de jornalistas: MTB 0082740/SP e MTB 0080216/SP, respectivamente), ambos membros da MMA Journalists Association. 

PosLuta.com | Copyright © 2019 | Todos os direitos reservados.