UFC Raleigh: Noite ruim para os brasileiros (Cigano e RDA)

O UFC Raleigh não terminou bem para os brasileiros do card principal. Junior Cigano e Rafael dos Anjos saíram derrotados. Recuperado da infecção que o retirou da luta principal do UFC Moscou, em novembro, Junior Cigano, fazendo a luta principal do evento, foi nocauteado pelo norte-americano Curtis Blaydes ainda no segundo round. Blaydes, terceiro entre os pesados, vinha de duas vitórias (agora três), a última sobre Shamil Abdurakhimov, em setembro. Já Cigano vinha de derrota para Francis Ngannou, que interrompeu uma sequência de três triunfos do brasileiro. Pela segunda principal luta da noite, pelos meio-médios, Rafael dos Anjos (29-12-0) foi derrotado para Michael Chiesa (16-4-0), campeão da 15ª temporada do The Ultimate Fighter, que mostrou superioridade no jogo de chão sobre o brasileiro. Ao menos um brasileiro saiu com um sorriso no rosto. No card preliminar, Herbert Burns, irmão de Gilbert Burns, saiu vitorioso em sua estreia no UFC. Burns venceu Nate Landwehr por nocaute (o primeiro da carreira) ainda no primeiro round.


Curtis Blaydes vs. Junior dos Santos

Categoria: Pesado

Curtis Blaydes vence Junior dos Santos por nocaute técnico no 2R

Na principal luta da noite, pelos pesados, Curtis Blaydes (13-2-1) de forma contundente o ex-campeão da divisão, Junior dos Santos (21-7-0) ainda no segundo round.


O primeiro round foi bastante apertado, porém com uma ligeira vantagem para Blaydes, que mostrou mais combatividade. No segundo round, Blaydes continuou mais combativo, até que ele conectou um cruzado de direita em Cigano. Atordoado, Cigano foi atacado por uma sequência de joelhadas seguidas de socos contundentes. Foi o suficiente para o árbitro que encerrou a luta por nocaute técnico.


Rafael dos Anjos vs. Michael Chiesa

Categoria: Meio-Médio


Pela segunda principal luta da noite, pelos meio-médios, Rafael dos Anjos (29-12-0) foi derrotado para Michael Chiesa (16-4-0) que mostrou superioridade no jogo de chão sobre o brasileiro. Empolgado com a vitória, Chiesa pediu uma luta contra Colby Covington.


Rafael dos Anjos passou por um aperto no primeiro round. Depois de derrubar o brasileiro, Chiesa foi para suas costas buscando uma finalização por mata-leão, sua especialidade, mas sem sucesso. Chiesa não deu espaço e mesmo perdendo a posição, continuou pressionando Rafael dos Anjos. No round seguinte, Rafael dos Anjos foi superior. Em pé, o brasileiro foi muito bem, aplicando chutes baixos bastante efetivos. Chiesa parecia bastante incomodado com os chutes na altura da panturrilha e, em certos momentos, parecia desesperado para derrubar Rafael dos Anjos. No round final, Chiesa ampliou sua margem sobre Rafael dos Anjos. Em todos os quesitos (quedas, volume de golpes e golpes contundentes) o norte-americano foi superior, praticamente garantindo a luta a seu favor.


Jordan Espinosa vs. Alex Perez

Categoria: Mosca


Em uma luta rápida, Alex Perez (23-5-0) finalizou Jordan Espinosa (14-7-1) com um katagatame. Espinosa aparentemente estava bem, porém acabou dormindo tamanha a pressão no pescoço.


Hannah Cifers vs. Angela Hill

Categoria: Palha (feminino)


Em uma luta com desfecho rápido, Angela Hill (11-7-0) venceu por nocaute técnico a atleta local, da Carolina do Norte, Hannah Cifers (10-4-0). Apesar de um primeiro round bastante equilibrado, Kill iniciou o segundo muito bem, vencendo por nocaute técnico.

O round inicial foi bastante parelho, com uma trocação franca entre as duas lutadoras. Kill saiu com uma ligeira vantagem na nossa visão, mostrando maior controle da luta. Kill continuou bem no round seguinte. No meio do round, Kill conseguiu derrubar Cifers e ajustou a posição até ficar montada sobre Cifers. Dai em diante, Kill começou a mostrar mais agressividade, desferindo uma série de golpes contundentes sobre Cifers até o árbitro encerrar a luta por nocaute técnico.


Jamahal Hill vs. Darko Stošić

Categoria: Meio-Pesado


Na primeira luta do card principal, o norte-americano Jamahal Hill (7-0-0) venceu por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27) e sem grande dificuldade o sérvio Darko Stošić (13-4-0), mostrando maior domínio no jogo em pé.


O primeiro round começou bem para Hill, cujos golpes foram mais efetivos, acertando mais. Por outro lado, embora tenha perdido o round na nossa visão, Stošić foi bem também. Nas poucas vezes em que ele atacou, foi contundente. Até então sua estratégia foi encurtar a distância para fugir da envergadura de Hill. O norte-americano ampliou ainda mais sua vantagem no segundo round, aumentando o volume de golpes. Mais cansado, Stošić continuou perigoso, aplicando poderosos golpes nas poucas vezes em que atacou. Hill terminou o round final também em vantagem, garantindo a luta a seu favor. Stošić foi pouco efetivo em pé, como nos rounds anteriores. Dessa vez, porém, o sérvio tentou explorar mais o jogo de chão, mas sem sucesso.


Por: Silvio Dória & Flávio Dória

Pós-Luta / Post-Fight

Nosso objetivo é trazer a nossos leitores reportagens e análises de qualidade, além de coberturas play-by-play de eventos do mundo do MMA e do Boxe. Trabalho desenvolvido por Silvio e Flavio Doria (registro de jornalistas: MTB 0082740/SP e MTB 0080216/SP, respectivamente), ambos membros da MMA Journalists Association. 

PosLuta.com | Copyright © 2019 | Todos os direitos reservados.