UFC on ESPN 2: Barboza é nocauteado de forma impressionante

A tão aguardada luta da noite de ontem entre Edson Barboza e Justin Gaethje teve um desfecho inacreditável. Era esperado pelos analistas uma luta bastante empolgante (já que os dois tem um histórico de boas lutas) e mais de que isso, uma batalha de chutes. Enquanto Barboza é conhecido pelos seus chutes altos, giratórios e com poder de nocaute, Gaethje tem como uma de suas marcas o chute baixo, capaz de minar a movimentação do adversário. No entanto, quem esperava um duelo de chutes se frustrou, mas em parte. O desfecho da luta foi surpreendente. Gaethje com um poderoso golpe de direita nocauteou Barboza, que caiu no chão com o corpo totalmente rigido. Foram 2 minutos de luta que valeram a pena aguardar pela luta. Com excessão das últimas três lutas, todas acabaram no último round com a decisão dos arbitros (exceto a vitória de Paul Crag, que apesar de ter ocorrido no terceiro round, acabou por finalização). Talvez isso possa ter decepcionado os fãs que prezam pelo nocaute ou finalização. A luta de Barboza e Gaethje, no entanto, fez tudo valer a pena.


Card Principal


Edson Barboza vs. Justin Gaethje (vencedor; nocaute; 1R)

Categoria: Leve

A luta principal da noite, a aguardada “batalha das chutes”, teve um desfecho inacreditável. Em pouco mais de dois minutos de luta, Justin Gaethje (20-2-0) conectou um soco de direita no queixo do brasileiro Edson Barboza (20-7-0) levando-o a um nocaute de imediato. Impressionou a forma como o corpo do brasileiro caiu, completamente rigido. Por sorte, não houve nada de errado com Barboza, que conseguiu se levantar minutos depois. Impressionou também o fato de Gaethje, um wrestler de fato, ir para a trocação franca com Barboza, um atleta notadamente do Muay Thai.


David Branch vs. Jack Hermansson (vencedor; finalização; 1R)

Categoria: Medios


Em uma luta relâmpago, Jack Hermansson (19-4-0) venceu por finalização David Branch (22–60) em menos de 1 minutos do primeiro round!


Josh Emmett (vencedor; nocaute; 3R) vs. Michael Johnson

Categoria: Pena


Em uma luta empolgante, Josh Emmett (14-2-0) venceu Michael Johnson (19-14-0) por nocaute no último round. A luta estava bastante empolgante, com uma boa movimentação de ambas as partes. Johnson vinha levando vantagem na luta até que no último round Emmett acertou Johnson com um poderoso soco de direito, pondo um fim a luta.


Karolina Kowalkiewicz vs. Michelle Waterson (vencedora; decisão unânime)

Categoria: Palha-feminino

Em uma luta bastante aguardada, Michelle Waterson (17-6-0) venceu Karolina Kowalkiewicz (12-4-0), uma adversaria de peso e sexta colocada no ranking da divisão palha feminino (Waterson é a nona). O primeiro round bastante parelho. Vimos uma ligeira vantagem de Waterson, mais agressiva na luta. O round seguinte foi igualmente bom para Waterson. Porém, dessa vez a vantagem de Waterson foi maior. Ela passou todo o round impondo seu ritmo sobre Kowalkiewicz e no final do round quase conseguiu uma finalização por chave-de-braço. No round final, Kowalkiewicz de fato buscou mais a luta, porém já parecia mais cansada.


Paul Craig (vencedor; finalização; 3R) vs. Kennedy Kzechukwu

Categoria: Meio Pesado


Paul Craig (11-3-0) saiu vitorioso ao finalizar o nigeriano Kennedy Kzechukwu (6-1-0) no último round. Craig estava pior na luta, porém se aproveitou da inexperiência Kzechukwu no jogo de chão no último minuto do terceiro round. Craig já vinha tentando por todo a a luta explorar uma finalização mas sempre sem sucesso. Por outro lado, o nigeriano vinha melhor na luta em pé.


Sheymon Moraes vs. Sodiq Yusuff (vencedor; decisão unânime)

Categoria: Pena


Na primeira luta do card principal, o brasileiro Sheymon Moraes (11-3-0) perdeu para o nigeriano Sodiq Yusuff (9-1-0) por decisão. O primeiro round foi bastante parelho, de bastante trocação, mas de pouca contundência. Sheymon Moraes ficou para trás no round. Na sequência, Sheymon se saiu melhor. O brasileiro foi mais ativo na trocação, desferindo diversas vezes uma combinação de socos e chutes. No round final, Sheymon estava melhor até que no final do round, o nigeriano cresceu o volume de jogo contra o brasileiro, garantindo a luta a seu favor. Após a vitória de Yusuff, a transmissão oficial do aproveitou para listar todos os lutadores provenientes do continente africano.


Card Preliminar


Na primeira luta dessa tarde de sábado, Alex Perez (22-5-0) venceu Mark De La Rosa (11-2-0) em uma luta de três rounds. Foi uma luta fraca, pouco empolgante. Perez fez o suficiente para vencer os três rounds, por outro lado De La Rosa se mostrou apático durante todo o combate, sendo facilmente dominado.


Na segunda luta do UFC Philaldelphia, a ucraniana Maryna Moroz (9-3-0) venceu por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28), sem grande dificuldade, a colombiana Sabina Mazo (6-1-0) pela divisão mosca feminino. Moroz começou melhor o primeiro round. Logo no inicio já acertou um golpe contundente no nariz de Mazo para depois derruba-la na sequência. Todo o round, Moroz esteve sob controle da luta. Moroz ampliou o dominio sobre Mazo no segundo round. Mazo não soube aproveitar sua vantagem de envergadura na trocação e acabou levando a pior em pé. O último round foi semelhante ao anterior, porém dessa vez Mazo foi um pouco mais ativa, diversificando sua trocação com socos e chutes, mas sem contundência Chamou atenção o fato de que os corners de Mazo só se comunicavam com ela em um bom português.


Em outra luta por decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27), Casey Kenney (12-1-1) venceu Ray Borg (11-4-0). Kenney começou bem a luta, porém no final do primeiro round Ray Borg cresceu e terminou com bastante confiança o round. Ainda assim, Kenney venceu o round na nossa visão. Por outro lado, Ray Borg foi superior no segundo, mais ativo na luta. Borg quase finalizou Kenney por duas ocasiões, além de conseguir duas belas quedas. O último round foi o mais empolgante! Apesar de bastante parelho, vimos ligeira vantagem para Ray Borg. Nos últimos segundos, ambos deram inicio a uma trocação franca. Os fãs agradecem


Na sequência, em uma luta durissima e bastante parelha, o norte-americano Kevin Holland (14-4-0) venceu por decisão dividida (29-27, 28-29, 30-27) o compatriota Gerald Meerschaert (28-11-0). O primeiro round foi bastante empolgante! Kevin Holland se saiu muito bem, quase conseguiu duas finalizações por estrangulamento e apesar de por um momento também ter passado aperto em uma finalização, terminou o round de forma contundente, no chão, por cima, aplicando uma série de cotoveladas. O segundo round foi bastante parelho, com ambos os lutadores brigando e se alternando em posições e tentativas de finalização, mas sem sucesso. Kevin Holland saiu em ligeira vantagem na nossa visão. O round final foi ainda mais parelho, tornando a decisão dos arbitros de mesa ainda mais dificil. Ambos os lutadores terminaram o round exaustos.


Depois de cinco lutas em sequência terminadas pela decisão dos arbitros, Desmond Green (22-8-0) venceu Ross Pearson (20-16-0) por nocaute técnico ainda no primeiro round. Desmond já havia acertado bons golpes em Pearson (um soco no queixo e uma joelhada) até que conseguiu uma sequência de. golpes contundentes que levaram o arbitro a encerrar a luta


Na sequência, a brasileira Marina Rodriguez (11-0-1) conseguiu sua primeira vitória (por decisão unânime: 29-26, 29-27, 29-27) no UFC ao derrubar de forma contundente a mexicana Jessica Aguilar (20-8-0). Rodriguez fez um primeiro round muito bom. Conseguiu acerte um golpe em cheio no nariz de Aguilar, o que a fez sangrar por toda a luta. Ela estava ganhando até que nos últimos segundos, quando perdeu 1 ponto após ser advertida duas vezes por um dedo no olho de Aguilar. Os dois rounds seguintes, a brasileira dominou a luta, impondo diversos golpes contundentes no clinch. Aguilar se mostrou firme, mesmo sofrendo uma chuva de cotoveladas e joelhadas.


Silvio Doria

Pós-Luta / Post-Fight

Nosso objetivo é trazer a nossos leitores reportagens e análises de qualidade, além de coberturas play-by-play de eventos do mundo do MMA e do Boxe. Trabalho desenvolvido por Silvio e Flavio Doria (registro de jornalistas: MTB 0082740/SP e MTB 0080216/SP, respectivamente), ambos membros da MMA Journalists Association. 

PosLuta.com | Copyright © 2019 | Todos os direitos reservados.