UFC Minneapolis: Ngannou e Benavidez se credenciam para disputar cinturão

Ótimo evento, o UFC Minneapolis credenciou dois nomes para futuras disputas de cinturão. Na luta principal, pelos pesados, Francis Ngannou (14-3-0) nocauteou o Junior Cigano (21-6-0) ainda no primeiro round. Já esperávamos uma decisão rápida, por se tratarem de dois pesos pesados com poder de nocaute nas mãos, mas infelizmente o resultado foi contra o brasileiro. Na segunda principal luta da noite, outro desfecho ruim para o Brasil. Jussier Formiga (23-6-0) perdeu também por nocaute para o americano Joseph Benavidez (28-5-0). Formiga fez um bom primeiro round, mas no segundo Benavidez cresceu e conseguiu por um fim a luta. Com a vitória, Benavidez se credencia para enfrentar o campeão da categoria, o também americano Henry Cejudo, hoje uma das maiores estrelas da organização.


Card Principal


Francis Ngannou vs. Junior dos Santos

Categoria: Pesado

Francis Ngannou vence por nocaute Junior dos Santos no 1R

Em outra luta rápida na noite, Francis Ngannou (14-3-0) venceu de forma contundente o brasileiro Junior dos Santos (21-6-0) por nocaute. Por se tratarem de dois pesos pesados com poder de nocaute nas mãos, já se esperava que a luta fosse rápida.


Nos segundos iniciais da luta, Cigano acertou um bom chute baixo em Ngannou. Porém, na primeira sequência de trocação, Cigano levou a pior. O brasileiro, num instinto de sobrevivência, deu as costas a Ngannou, que aproveitou a situação e acertou com golpe na cabeça do brasileiro levando-o ao chão. Alvo fácil, Cigano caiu praticamente nocauteado e passou a receber uma série de golpes contundentes no chão,


Assim como a luta anterior, essa também foi uma luta importante, pois praticamente garantiu Francis Ngannou como o novo desafiante do cinturão dos pesados.


Jussier Formiga vs. Joseph Benavidez (vencedor; nocaute; 2R)

Categoria: Mosca

Joseph Benavidez vence Jussier Formiga por nocaute técnico no 2R

Em uma importante luta para a categoria mosca, Joseph Benavidez (28-5-0) derrotou o brasileiro Jussier Formiga (23-6-0) por nocaute. Com a vitória, Benavidez se credencia para enfrentar o campeão da categoria, o também americano Henry Cejudo, hoje uma das maiores estrelas da organização.


Benavidez começou o primeiro round muito bem, aplicando poderosos golpes na linha de cintura de Formiga. Um deles em especial, um chute nas costelas do brasileiro. No entanto, do meio para o final do round, Formiga cresceu. Benavidez já havia aparentemente sentido o pé, depois de aplicar alguns chutes em Formiga. Na sequência, o brasileiro chegou a acertar um golpe não muito contundente, mas que chegou a cortar o supercílio do americano. No minuto final, Formiga conseguiu aplicar uma boa joelhada no rosto de Benavidez, seguido de uma guilhotina em pé, sem sucesso mas que garantiu a pontuação ao seu favor no round. Embora o volume de jogo de Benavidez tenha sido maior, os danos causados pelo brasileiro foram maiores.


No segundo round, Benavidez impôs um ritmo forte sobre Formiga, aplicando-lhe duros golpes, o principal deles uma canelada certeira no rosto do brasileiro que o tirou de sintonia. Sentido o cheiro de sangue, Benavidez partiu para cima do brasileiro com uma sequência de golpes contundentes, levando o fim da luta. Impressionante vitória de virada do americano.


Demian Maia vs. Anthony Rocco Martin

Categoria: Meio-Médio

Demian Maia vence Anthony Rocco Martin por decisão unânime

Primeiro brasileiro a lutar no card principal, Demian Maia (27-9-0) venceu Anthony Rocco Martin (16-5-0) em uma luta 100% estratégica, para pontuar. Maia vinha de três derrotas consecutivas, então era de se supor que ele fosse fazer uma luta sem tomar grande riscos.

O primeiro round foi ao melhor estilo Demian Maia, que conseguiu aplicar um single lag em Martin, empurrando-o contra a grade. Em posição dominante, Maia procurou ajustar sua posição, sem provocar danos a Martin. Quando ambos voltaram para a luta em pé (faltando apenas um minuto para o fim do round), também não houve ataque de nenhum dos lutadores.


No segundo round Demian continuou com a mesma estratégia, porém desse vez chegou a ser pressionado no inicio do round. Depois, com um double lag, ele conseguiu jogar Martin contra a grande, não dando espaço para o americano desenvolver seu jogo. Nos segundos finais, quando a luta foi colocada em pé pelo arbitro, Martin chegou a derrubar Maia, aplicando-lhe uma guilhotina mal ajustada.


No round final, Martin precisava de um nocaute ou finalização para ganhar a luta. O americano recebeu a instrução no corner de usar o joelho contra uma nova tentativa de queda de Maia. Ambos permaneceram em pé por todo o round, sem grande atividade de ambas as partes. Martin na nossa visão levou o round final, mas não os outros dois iniciais.


Roosevelt Roberts vs. Vinc Pichel

Categoria: Leve

Vinc Pichel venceu Roosevelt Roberts por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)

Em uma luta de três rounds completos, Vinc Pichel (12-2-0) venceu por decisão unânime Roosevelt Roberts (8-1-0).


Drew Dober vs. Marco Polo Reyes

Categoria: Leve

Drew Dober vence Marco Polo Reyes por nocaute no 1R

Em uma luta relâmpago, Drew Dober (21-9-0) atropelou Marco Polo Reyes (8-6-0) nos minutos iniciais do primeiro round. Dober iniciou a luta com uma trocação franca com Reyes, que levou a pior. O mexicano sobreviveu a primeira leva de golpes contundentes, mas depois veio uma nova leva de golpes contundentes, levando o fim da luta por nocaute.


Alonzo Menifield (vencedor; nocaute; 1R) vs. Paul Craig

Categoria: Meio-Pesado

Alonzo Menifield vence Paul Craig por nocaute no 1R

Em uma luta rápida, a primeira do card principal, Alonzo Menifield (9-0) nocauteou Paul Craig (11-4) ainda no primeiro round. Menifield desviou de um chute rodada e atacou o queixo de Craig com um soco de direita que já o levou a nocaute praticamente. Na sequência ele acertou diversos golpes contundentes num atordoado Craig, levando-o dessa vez a nocaute.


Card Preliminar


Na primeira luta da noite Maurice Greene (8-2) vence Junior Albini (14-6) por nocaute técnico ainda no primeiro round!! Albini começou mal a luta, levando a pior toda vez em que entrava em uma trocação franca, inclusive sofrendo dois knock-downs. Albini parecia mais lento, o contrário de Greene, que mesmo mais pesado, conseguia jogar mais golpes. Esse pode ser o fim de Albini na organização, pois vinha de três derrotas consecutivas, para, na sequência, Jairzinho Rozenstruik, Alexey Oleynik e o experiente Andrei Arlovski.


Em uma luta bastante esperada, Amanda Ribas (7-1-0), estreando pelo UFC, derrotou Emily Whitmire (4-3-0) por finalização no inicio do segundo round. Havia uma grande expectativa para essa luta. Um dia antes, na pesagem cerimonial as duas chegaram a se estranhar e foram separadas por Dana White e os staffs do evento.


Amanda Ribas começou muito bem o primeiro round! A brasileira conseguiu pegar as costas de Whitmire e tentou um estrangulamento, sem sucesso. Ribas passou boa parte do round nas costas de Whitmire, que resistiu bravamente. Após Whitmire cair no chão por conta do peso da brasileira ela conseguiu escapar e passou a pressionar a brasileira. Amanda iniciou o round pressionando Whitmire contra a grade, sem dar nenhum espaço para a americana. Após derruba-la, Amanda foi de novo para as costas de Whitmire e conseguiu uma boa finalização por estrangulamento.


Na terceira luta da noite, Dalcha Lungiambula (10-1-0) venceu Dequan Townsend (18-8-0) por nocaute técnico. O primeiro round foi bom para Lungiambula. Mais explosivo na trocação, o africano passou boa parte do round no chão, pressionando Townsend. No segundo round, Lungiambula continuou melhor. Porém, dessa vez quando a luta esteve no chão, Lungiambula foi menos efetivo. Lungiambula disposto a encerrar a luta, adotando uma trocação mais contundente. E deu certo, o africano acertou um golpe de esquerda certeiro no queixo de Townsend levando-o ao chão. Lungiambula então partiu para cima em uma sequência de golpes contundentes.


Na primeira luta de três rounds do UFC Minneapolis, Jared Gordon (15-3-0) venceu Dan Moret (13-6-0) por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28). Apesar do primeiro round mais parelho, Gordon foi superior nos dois rounds seguintes, não dando espaço para Dan Moret desenvolver seu jogo.


Na sequência, em questão de poucos minutos de luta, Eryk Anders (12-4-0) nocauteou Vinicius Moreira (10-6-0), o “Mamute”. O brasileiro tentou um single lag, porém Anders acertou um golpe certeiro fazendo Mamute cair desorientado. A partir daí, Anders deu inicio a uma sequência de golpes contundentes, levando o fim da luta. Na queda, o brasileiro chegou a demonstrar um incomodo com o ombro, indicando uma possível lesão. Foi uma vitória importante para Anders que vinha de três derrotas consecutivas (porém para oponentes bem ranqueados).


Na última luta do card preliminar, Ricardo Ramos “Carcacinha” venceu por decisão Journey Newson em uma luta empolgante, embora não tenha sido a melhor do card preliminar. O primeiro round foi bastante parelho, com uma ligeira vantagem para “Carcacinha” que dominou o centro do octógono e foi bem quando a luta esteve no chão. “Carcacinha” esteve na frente também no segundo round, mas a vantagem do brasileiro se incurtou. Newson começou a se soltar mais, arriscando algumas combinações. A vantagem de “Carcacinha” esteve em jogo no inicio do terceiro round. O brasileiro foi pego em uma guilhotina, mas logo se recuperou, chegando a aplicar uma bela queda em Newson. O melhor momento do brasileiro foi no final do round, onde ele acertou uma cotovelada seguida de outra cotovelada rodada em cheio em Newson.


Silvio & Flavio Doria

Pós-Luta / Post-Fight

Nosso objetivo é trazer a nossos leitores reportagens e análises de qualidade, além de coberturas play-by-play de eventos do mundo do MMA e do Boxe. Trabalho desenvolvido por Silvio e Flavio Doria (registro de jornalistas: MTB 0082740/SP e MTB 0080216/SP, respectivamente), ambos membros da MMA Journalists Association. 

PosLuta.com | Copyright © 2019 | Todos os direitos reservados.