UFC London: Paddy Pimblett e Molly McCann roubam a cena novamente

Como sempre, tivemos um card bastante empolgante no UFC Londres. Apesar de não estarem no main event e no co-main event, Paddy Pimblett e Molly McCann fizeram as duas lutas mais empolgantes da noite, assim como fizeram em Março, quando o UFC esteve também em Londres.


Na luta principal da noite, mais uma vez se repetiu um nocaute técnico sem propriamente ter havido um combate. Assim como ocorreu com Brian Ortega no UFC Long Island, Tom Aspinall se lesionou acidentalmente no minuto inicial da luta. Um triste fim para mais uma luta bastante aguardada pelos fãs.

Card principal

Curtis Blaydes (TKO; 1R) vs. Tom Aspinall

Categoria: Pesado

Após acertar um chute em Curtis Blaydes, Tom Aspinall desabou sentindo o joelho, levando a luta principal da noite a ser encerrada abruptamente, sem de fato ter se iniciado o combate, pela segunda vez seguida (o mesmo ocorreu com Brian Ortega no UFC Long Island. Porém, foi dado a Blaydes a vitória por nocaute técnico.

Jack Hermansson vs. Chris Curtis

Categoria: Médios

Jack Hermansson (23-7) e Chris Curtis (29-9) fizeram uma luta menos empolgante. Na decisão dos árbitros, Hermansson venceu por decisão unânime (29–28, 29–28, 30–27).


Hermansson e Curtis fizeram um round bastante parelho. Hermansson procurou não ser um ponto estático no octógono, se movimentando a todo o momento. Hermansson continuou garantindo a pontuação ao seu favor, com uma trocação bastante conservadora. Apenas próximo do fim, Hermansson iniciou uma trocação mais intensa e contundente. Curtis conseguiu crescer no round final, mas não o suficiente para mudar o resultado da luta. Hermansson recuou em boa parte do round, o que acabou incomodando bastante Curtis.

Paddy Pimblett (Finalização; 2R) vs. Jordan Leavitt

Categoria: Leves

Pelos leves, em uma luta empolgante, Paddy Pimblett (19-3) finalizou Jordan Leavitt (10-2) no segundo round, após sucessivas tentativas de estrangulamento.


Paddy e Leavitt fizeram um bom primeiro round. Paddy tentou pegar Leavitt em uma guilhotina no inicio do round, mas Leavitt conseguiu se defender bem e na sequencia manteve Paddy pressionado na grade. No final do round, Leavitt foi literalmente salvo pelo gongo após uma investida mais agressiva de Paddy no chão. No segundo round, Paddy conseguiu finalizar Leavitt em um estrangulamento muito bem aplicado pelas costas de Leavitt. O que facilitou Paddy obter a posição foi uma boa joelhada aplica por Paddy na grade.

Nikita Krylov (TKO; 1R) vs. Alexander Gustafsson

Categoria: Meio Pesados

Em uma luta rápida, de apenas um round, Nikita Krylov (28-9) nocauteou Alexander Gustafsson (18-8), que voltava após 2 anos afastado do octógono. Gustafsson agora acumula uma sequência de 4 derrotas consecutivas, das quais 2 em sua nova divisão, dos meio pesados.

Molly McCann (TKO; 1R) vs. Hannah Goldy

Categoria: Mosca (feminino)

Em uma luta de apenas um round, Molly McCann (13-4) nocauteou Hannah Goldy (6-3). O golpe final veio após uma cotovelada giratória, seguida de uma sequência de golpes contundentes.

Paul Craig (decisão unânime; 30-27, 30-27, 30-27) vs. Volkan Oezdemir

Categoria: Meio-Pesado

Em uma luta de três rounds completos, Volkan Oezdemir (18-6), pela divisão dos meio-pesados, venceu Paul Craig (16-5) por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27).


Craig começou bem a luta, mostrando um jogo de chão muito apurado. Oezdemir chegou a ser ameaçado por uma chave de calcanhar de Craig, mas sem sucesso. Mas no final do round Craig mostrou ter perdido boa parte do gás. Mesmo mais cansado, Craig mostrou atividade no segundo round. Porém, Oezdemir mostrou mais golpes contundentes durante o round, o que empatou a luta em nossa visão. O round final foi o mais fraco da luta. Craig não chegou perto de mudar o destino da luta. Já Oezdemir venceu o round com facilidade, sem tomar grandes riscos durante a luta.

Por Silvio e Flavio Doria