UFC Fight Night 140: Johnny Walker, anote esse nome!

Fazendo sua estreia em mais um país sulamericano, o UFC desembarcou na Argentina com um card principal repleto de boas lutas. Para a alegria do povo argentino, Ponzinibbio conseguiu nocautear Neil Magny no quarto round, obtendo uma vitória incontestável. Outro destaque do card principal ficou por conta do brasileiro Johnny Walker, que fazendo sua estreia na organização derrotou (nocaute por cotovelada) de forma brutal Khalil Rountree Jr. Os outros brasileiros no card principal: Cezar Mutante e Poliana Botelho acabaram tendo um desempenho irregular. No card preliminar merece destaque o excelente desempenho dos brasileiros Michel Trator e Alexandre Pantoja. Ambos venceram seus respectivos adversários por finalização ainda no primeiro round.

Card Principal


Neil Magny vs. Santiago Ponzinibbio (vencedor; nocaute; 4R)

Categoria: Meio-Médio (até 77,6kg)


Fazendo a principal luta da noite, o atleta da casa, Santiago Ponzinibbio venceu o norte-americano Neil Magny por nocaute no quarto round.


Ponzinibbio teve um ótimo desempenho durante a luta. No primeiro round Ponzinibbio impôs seu ritmo sobre Magny, parecendo uma questão de tempo para ele por fim a luta. O segundo e terceiro round foram semelhantes, de dominio quase que total de Ponzinibbio. Os chutes baixo do argentino foram pouco a pouco minando Magny, a ponto dele mal conseguir ficar de pé. No quarto round, Ponzinibbio explorou outra frente para obter a vitória e conseguiu um nocaute brutal sobre Magny para a felicidade do povo argentino.



Ricardo Lamas (vencedor; nocaute técnico; 3R) vs. Darren Elkins

Categoria: Pena (até 66,2kg)


Na segunda principal luta da noite, Ricardo Lamas venceu Darren Elkins por nocaute técnico no último round. Foi uma boa luta e o resultado justo. Lamas teve um bom desempenho em todos os rounds, sobretudo no último onde o arbitro acabou interropendo a luta depois de uma sequência de golpes contundentes de Lamas sobre Elkins. Como de costume, Elkins saiu da luta com bastante danos.


Khalil Rountree vs. Johnny Walker (vencedor; nocaute; 1R)

Categoria: Meio Pesado (até 93,4kg)


Em uma atuação sensacional, o brasileiro Johnny Walker nocauteou Khalil Rountree ainda no primeiro round com uma cotovelada, depois de uma sequência de golpes contundentes! Chamou a atenção a confiança do brasileiro, que no inicio da luta brincava como se fosse Anderson Silva (em seu auge). Detalhe, foi a estreia de Walker na organização!


Cezar Ferreira vs. Ian Heinisch (vencedor; decisão unânime)

Categoria: Médios (até 84,4kg)


Com uma atuação decepcionante, Cezar Ferreira perdeu para Ian Heinisch por decisão unânime dos arbitros de mesa.


Heinisch saiu na frente no primeiro round (um bom round diga-se de passagem). Nos últimos segundos Mutante teria seu braço deslocado se não fosse o soar do gongo. O segundo round foi relativamente mais fraco. Mutante permaneceu por boa parte do round recuando e esperando jogar no erro do adversário. Nos segundos finais sofreu um knockdown, tornando sua situação ainda mais dificil, mas não para seus coachs que no intervalo diziam a Mutante que ele estava levando a luta! No terceiro round, Mutante não conseguiu reverter o prejuizo e perdeu a luta na decisão dos arbitros.


Guido Cannetti vs. Marlon Vera (vencedor; finalização; 2R)

Categoria: Galo (até 61,7kg)


Na segunda luta do card principal, Marlon Vera venceu o atleta da casa Guido Cannetti de forma avassaladora no segundo round.


Cannetti fez um ótimo primeiro round, motivado principalmente pela torcida local. No intervalo havia a expectativa de como ficaria o cardio de Cannetti, dado o intenso round anterior. No segundo round, depois de acertar uma joelhada mortal em Cannetti, Vera deu inicio a uma sequência de golpes contundentes que culminaram em uma finalização por estrangulamento.


Cynthia Calvillo (vencedora; finalização; 1R) vs. Poliana Botelho

Categoria: Palha feminino (até 52,6kg)


Cynthia Calvillo venceu Poliana Botelho por finalização ainda no primeiro round! Até os minutos finais, o round estava bem parelho, mas no min final, Calvillo derrubou a brasileira a trabalhou seu jogo de chão até conseguir espaço para um estrangulamento.


Cynthia Calvillo saiu bastante emocionada do octogono. De fato, a semana para ela foi muito dificil. Durante a pesagem oficial, Calvillo mal conseguia ficar de pé para subir na balança, tamanho o desgaste físico da perda de peso. Além disso, Calvillo vinha de uma derrota (contra Carla Esparza) e de uma perda na família.


Card Preliminar


Na primeira luta do card preliminar se enfrentaram o brasileiro Anderson dos Santos e Nad "Smiler" Narimani. O primeiro round houve uma trocação franca entre Narimani e o brasileiro, com ligeira vantagem para Narimani. No segundo round, Narimani também levou a melhor. O inglês começou em desvantagem mas logo virou a luta a seu favor, deferindo mais golpes e de maior contundência. O terceiro e último round foi para dos Santos na nossa visão. O brasileiro quase finalizou Narimani no inicio do round. Ao longo da round, mostrou ligeira vantagem na trocação. Apenas no final, acabou deixando ser derrubado. No entanto, não foi o suficiente. O brasileiro perdeu a luta por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27). Nada mal para dos Santos que recebeu o convite para essa luta (sua estreia no UFC) há dez dias atrás e tendo uma profissão fora do mundo da luta.


Na sequência, se enfrentaram o peruano Jesus Pinedo e o norte-americano Devin Powell. Pinedo saiu em vantagem do primeiro round. Superior no volume de jogo em pé, Pinedo conseguiu derrubar duas vezes e com facilidade Powell, que também teve seus momentos no round. O round seguinte foi bastante parelho. Powell começou melhor, porém depois de ser durrubado no minuto final do round, foi totalmente dominado por Pinedo, que acabou levando o round na nossa visão. O bom chute alto aplicado por Pinedo no inicio do último round o deixou mais confiante durante a luta. Assim, Pinedo se expos mais e garantiu a luta a seu favor. Apenas no minuto final Pinedo quase se complicou na luta. Ao final, Jesus Pinedo venceu por decisão unânime dos juízes. Estranhamente não foi anunciado a pontuação da luta.


Primeiro Argentino lutando nessa noite, Laureano Staropoli venceu o mexicano Hector Aldana por decisão unânime. Houve uma trocação muito forte ainda no primeiro round! Staropoli mostrou ligeira superioridade na trocação, mas também não saiu ileso. Um hematoma enorme saltou na sua testa ainda no começo do round. O round seguinte também foi intenso! Também houve uma trocação franca entre Staropoli e Aldana. Ambos tiveram seus momentos, mas vimos ligeira vantagem para o argentino. O último round foi um pouco menos intenso que os anteriores mas ainda assim muito empolgante. Staropoli saiu mais uma vez com ligeira vantagem e garantiu a luta a seu favor por decisão unânime. Em entrevista ainda no octogono, Staropoli se emocionou e dedicou a vitória a todos os colegas lutadores da Argentina.


Na sequência Austin Arnett venceu Humberto Bandenay por decisão unânime (29-28, 29-27x2) em mais uma luta bastante apertada (pelo menos os dois primeiros rounds).


Em seguida, em uma luta rápida, de apenas 1R, o brasileiro Alexandre Pantoja finalizou Ulka Sasaki por mata-leão.


Na ultima luta do card preliminar, Michel Trator atropela, quase que literalmente Bartosz Fabinsk. Trator conseguiu um knockdown ainda nos primeiros segundos de luta. Na sequência, o brasileiro deu inicio a uma série de golpes contundentes que culminaram em uma guihotina mortal! Vitória do brasileiro por finalização (guilhotina).


Silvio Doria

Pós-Luta / Post-Fight

Nosso objetivo é trazer a nossos leitores reportagens e análises de qualidade, além de coberturas play-by-play de eventos do mundo do MMA e do Boxe. Trabalho desenvolvido por Silvio e Flavio Doria (registro de jornalistas: MTB 0082740/SP e MTB 0080216/SP, respectivamente), ambos membros da MMA Journalists Association. 

PosLuta.com | Copyright © 2019 | Todos os direitos reservados.