UFC Fight Night 138: Anthony Smith finaliza Volkan Oezdemir

Depois de quase duas semanas sem eventos do UFC, enfim voltamos a rotina normal com o UFC Moncton (Fight Night 138), no Canadá. Apesar do card relativamente fraco, a luta principal acabou compensando e terminamos o evento com certa satisfação. Alias, esta foi a melhor luta da noite. Anthony Smith conseguiu finalizar Volkan Oezdemir no terceiro round após dois rounds durissimos para ele. No segunda principal luta da noite, Michael Johnson venceu Artem Lobov em uma verdadeira batalha de três rounds. No card preliminar dois brasileiros lutaram, Talita Bernardo (que venceu Sarah Moras por decisão unânime) e Marcelo Golm (que perdeu para Arjan Singh Bhullar por decisão unânime). Chamou nossa atenção nesse evento o pouco número de nocautes/finalizações. Das 12 lutas do evento, apenas 5 não terminaram na decisão dos arbitros.


Volkan Oezdemir vs. Anthony Smith

Categoria: Meio-Pesado

Volkan Oezdemir vs. Anthony Smith (vencedor; finalização; 3R)

Na principal (e melhor) luta da noite, Anthony Smith conseguiu finalizar Volkan Oezdemir no terceiro round. O primeiro round foi muito bom para Oezdemir. Smith pareceu acuado boa parte do round. No segundo round, Smith cresceu um pouco na luta e já se mostrou mais combativo. No round seguinte, com ambos exaustos, Smith conseguiu derrubar Oezdemir e aplicar um estrangulamento perfeito. Oezdemir teve que dar um tap out para não dormir. Smith acumula agora três vitórias consecutivas, e contra nomes de peso (Rashad Evans, Mauricio Shogun e o próprio Oezdemir).


Michael Johnson vs. Artem Lobov

Categoria: Peso Combinado (Michael Johnson não conseguiu bater o peso)

Michael Johnson (vencedor; decisão unânime) vs. Artem Lobov

Em uma luta bastante aguardada, Michael Johnson venceu Artem Lobov por decisão unânime. Apesar da decisão unânime, os três rounds na nossa visão foram bastante apertados. Lobov quase por toda a luta conseguiu dominar o centro do octogono, quase que ditando o ritmo da luta que se transcorreu praticamente em pé nos três rounds. Apenas no round final, Lobov, mais cansado, foi derrubado. Ao final, em entrevista, Johson enalteceu Lobov. "Ele treina dia sim, dia não com um dos melhores peso leva/pena do mundo (Connor McGregor). Ele é muito duro, e estou grato por ele ter aceitado essa luta" disse Johnson.


Misha Cirkunov vs. Patrick Cummins

Categoria: Meio-Pesado

Misha Cirkunov (vencedor; finalização; 1R) vs. Patrick Cummins

Em uma luta rápida, de apenas meio round, o atleta da casa, Misha Cirkunov finalizou Patrick Cummins com uma chave de pescoço. "Ele é um verdadeiro guerreiro... Eu assisti muitas de suas lutas, ele é um lutador resistente. Eu não estava esperando estar por cima dele no primeiro round" disse Cirkunov.


Andre Soukhamthath vs. Jonathan Martinez

Categoria: Galo

Andre Soukhamthath (vencedor; decisão unânime) vs. Jonathan Martinez

Em sua estreia no UFC Jonathan Martinez perdeu para Andre Soukhamthath por decisão unânime. Soukhamthath fez um ótimo primeiro round, conseguindo até um knock-down sobre Martinez no segundo round, mais uma vez Soukhamthath começou impondo seu ritmo, com boas sequências de socos e chutes. Martinez até conseguiu se recuperar, se aproveitando inclusive do cansaço de Soukhamthath, mas não o suficiente para reverter o resultado do round. No último round, Soukhamthath também se saiu melhor, embora num ritmo mais fraco, por conta do cansaço. O resultado final foi se margem para dúvias. Soukhamthath levou por decisão unânime. "Eu disse a ele que estava orgulhoso, ele é jovem e ainda pegou essa luta de última hora" disse Soukhamthath.


Gian Villante vs. Ed Herman

Categoria: Meio-Pesado

Gian Villante (vencedor; decisão unânime) vs. Ed Herman

Na sequência, Gian Villante venceu Ed Herman em uma luta bastante apertada. No primeiro round, como se esperava ambos não se pouparam e partiram para uma trocação franca, que logo foi se esfriando. No geral, foi uma luta bastante parelha e a tônica de todos os rounds foi a mesma do primeiro, com Villante e Herman se alternando na trocação. Ao final, Villante levou por decisão dos arbitros. Na nossa visão foi um resultado justo. Qualquer um dos lados poderia ter levado a luta de tão apertada. Herman no entanto, nao gostou nem um pouco do resultado. Achei que eu tinha ganhando essa porra de luta... Não sei o que os juizes estavam assistindo" disse Herman em entrevista ainda no octógono. Herman agora fica em situação dificil na organização, acumulando uma sequência de três derrotas consecutivas. Enquanto isso, Villante segue com uma campanha neutra no UFC, sem emplacar em uma sequência de duas vitorias seguidas desde 2015, quando derrotou Sean O´Connell (Fight Night 43) e Corey Anderson (On Fox 15).


Alex Garcia vs. Court McGee

Categoria: Meio-Medio

Alex Garcia vs. Court McGee (vencedor; decisão unânime)

Na primeira luta do card principal, lutaram no norte-americano (vencedor do TUF 11) Court McGee e o dominicano Alex Garcia. O primeiro round foi bastante paralho, com uma ligeira vantagem para Garcia, que acabou pressionando mais McGee contra o cage. Já o segundo round foi muito mais claro, dessa vez para o lado de McGee, mais ativo, forçando mais a trocação. O último round se transcorreu parecido com o primeiro, porém com resultado oposto. Dessa vez a ligeira vantagem foi de McGee, que acabou mostrando maior superioridade na luta no chão. Ao final, os arbitros deram vitória para Court McGee por decisão unânime.


Silvio Doria

Pós-Luta / Post-Fight

Nosso objetivo é trazer a nossos leitores reportagens e análises de qualidade, além de coberturas play-by-play de eventos do mundo do MMA e do Boxe. Trabalho desenvolvido por Silvio e Flavio Doria (registro de jornalistas: MTB 0082740/SP e MTB 0080216/SP, respectivamente), ambos membros da MMA Journalists Association. 

PosLuta.com | Copyright © 2019 | Todos os direitos reservados.