UFC Fight Night 129: Chile recebe o UFC pela primeira vez

Pela primeira vez no país o UFC conseguiu empolgar os fãs chilenos com boas lutas inclusive explorando rivalidades locais (Argentina x Chile). A luta entre Guido Cannetti e Diego Rivas foi, de longe, a mais ovacionada pela torcida. Na entrevista ainda no octógono mal se podia ouvir Cannetti, com tantos gritos dos chilenos.  Tatiana Suarez obteve uma vitória rápida e avassaladora sobre a atleta local, Alexa Grasso. Na luta principal, mesmo com o apoio da torcida, Demian Maia não conseguiu superar Kamura Usman, que confirmou o favoritismo.


Card Principal

Demian Maia (vitória por decisão unânime) vs. Kamaru Usman Categoria: Meio-médio Resultado: Decisão unânime Tempo: 5 rounds Juiz: Leon Roberts Arbitros: Guilherme Bravo, Sal Damato e Chris Lee Músicas: Numb - Linking Park (Maia) / Micaela de Sonora Carruseless (Usman)

Na luta principal da noite, Kamaru Usman obteve vitória por decisão unânime sobre Demian Maia, em uma luta onde já se esperava 5o rounds bastante intensos. Maia é um lutador que vem melhorando muito soa trocação em pé e tem uma resistência a danos muito grande, então a vitória de Usman não seria nada fácil. Usman foi vencendo round por round, conseguiu se defender muito bem das inúmeras tentativas de queda de Maia e ainda mostrou uma boa trocação em pé, conseguindo inclusive um knockdown em cima de Maia. Em entrevista ainda no octogono, Usman disse que não vai mais pedir por nomes, "eles que terão que ir atras de mim agora".


Alexa Grasso vs. Tatiana Suarez (vitória por finalização) Categoria: Palha Resultado: Finalização (RNC) Tempo: 1o Round (2min 44seg) Juiz: Camila Albuquerque Arbitros: Guilherme Bravo, Sal Damato e Richard Bertrand Músicas: Paper Planes (Dfa Remix) - M.I.A (Grasso) / Heads Will Roll - Yeah Yeah Yeahs (Suarez)

Na segunda principal luta da noite, Tatiana Suarez finalizou Alexa Grasso nos primeiros minutos do 1o Round, mantendo assim sua invencibilidade no UFC. Até agora foram 7 lutas e 7 vitórias. Foi uma importante luta para Tatiana que agora sobe no ranking ao vencer uma adversária do top 10 de sua categoria.


Jared Cannonier vs. Dominick Reyes (vitória por TKO) Categoria: Meio-pesado Resultado: TKO (socos) Tempo: 1o Round (2min 55 seg) Juiz: Mark Goddard Arbitros: Marcelo Vilhena, Fabio Alves e Richard Bertrand Músicas: Mann!! - Big Moe (Cannonier) / Walk It Talk It - Migos Feat. Drake (Reyes)

Em uma luta rápida, Dominick Reyes obteve vitória sobre Jared Cannonier por TKO ainda no 1o Round. Ambos trocavam golpes contundentes até que Reyes conseguiu uma boa sequência sobre Jared, que desabou ao levar um soco certeiro no queixo.


Diego Rivas vs. Guido Cannetti (vitória por decisão unânime) Categoria: Galo Resultado: Decisão unânime (30-28, 30-28, 30-28) Tempo: 3 Round (decisão unanime) Juiz: Leon Roberts Arbitros: Chris Lee, Richard Bertrand e Fabio Alves Músicas: Visions - Danrell & Alec King (Rivas) / Sacate La Mierda - Carajo (Cannetti)

Em uma luta eletrizante, o argentino Diego Rivas enfrentou o atleta da casa, Guido Cannetti. Todos os rounds foram bastante apertados, dificil de pontuar. Cannetti saiu em ligeira vantagem no 1o e 2o round, o que acabou pesando na decisão dos árbitros de mesa. Rivas venceu apenas o último na nossa contagem. Ao final, os árbitros deram vitória por decisão unanime (29-28, 29-28, 29-28) a Guido Cannetti, levando a ira geral da torcida da casa.


Veronica Macedo vs. Andrea Lee (vitória por decisão unânime) Categoria: Mosca Resultado: Decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27) Tempo: 3 Round (decisão unanime) Juiz: Camila Albuquerque Arbitros: Guilherme Bravo, M. Vilhena e Sal Damato Músicas: Amen - Kendo Kaponi Feat. Anuel AA (Macedo) / Holy Diver - Dio (Lee)

Na primeira luta feminina do card principal, a norte-americana Andrea Lee obteve vitória por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27) contra a venezuelana Veronica Macedo. No primeiro round, Lee saiu na frente, impondo seu ritmo sobre Macedo, que em seu único bom momento no 1o Round acertou dois chutes certeiros na cabeça de Lee. Nos dois rounds seguintes, Lee obteve ligeira vantagem sobre Macedo. Em todos os rounds, uma cena se repetiu: Macedo no chão tentando ganhar tempo (e descansar) e Lee em pé chutando e esperando uma reação (e tb se recuperando).


Vicente Luque (vitória por nocaute no 1o Round) vs. Chad Laprise Categoria: Meio-médio Resultado: Nocaute (socos) Tempo: 1o Round (4min 16seg) Juiz: Mark Goddard Arbitros: Guilherme Bravo, Richard Bertrand e Sal Damato Músicas: Baby Baby - Tropkillaz (Luque) / ?? (Laprise)

Com enorme apoio da torcida local, Vicente Luque obteve uma vitória avassaladora contra o norte-americano Chad Laprise. No final do primeiro round Luque conseguiu conectar um golpe certeiro no queixo de Laprise. Depois do knock-down Luque foi pra cima com uma sequência de socos não dando outra alternativa ao juiz se não encerrar a luta.


Card Preliminar


Na primeira luta da noite, Puelles vence Silva por finalização no 3o Round. Foi uma grande reviravolta, Puelles estava perdendo os dois primeiros rounds. No segundo round quase não levantou para o corner e no terceiro havia tomado dois knockdowns até que no final do 3 Round conseguiu aplicar uma bela finalização em Silva.


Na sequência, Henry Briones enfrentou Frankie Saenz pela divisão dos galos. Saez conseguiu a vitória por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-26) dos árbitros. Após um primeiro round mais apertado, Saenz impôs dois bons rounds sobre Briones, aplicando uma maior sequência de golpes significativos, quedas e tentativas de finalização. Ao final, Saenz saiu bastante aplaudido pela torcida local.


Enrique Barzola e Brandon Davis se enfrentaram pelos penas. Com total apoio da torcida local, o peruano Enrique Barzola obteve vitória incontestável sobre o americano Brandon Davis por decisão unânime (30-26, 30-27x2) dos árbitros.


Gabriel Benitez do Peru e Humberto Bandenay do Mexico fizeram a luta seguinte. Benitez começou o 1o Round mais agressivo, conseguindo até um belo knockdown. Com Benitez por cima, Bandenay tentou pegar seu braço, mas Benitez respondeu com um bate estaca mortal. Só precisou de um soco para apagar Bandenay. Belo KO! Saindo do octógono, o corner de Bandenay parecia explicar o que havia acontecido. Black-out total no mexicano.


Ao som do tema de Sakura (Theme of Sakura - Hideyuki Fukusaswa), personagem do Street Fighter, a japonesa Syuri Kondo subiu no octógono para enfrentar a brasileira Poliana Botelho. Botelho obteve uma vitória arrasadora sobre a japonesa logo no inicio do 1o Round depois de um chute bem aplicado no estômago e uma sequencia de socos


Na luta seguinte, foi a vez de Alexandre Pantoja subir ao octógono para representar a bandeira verde e amerela, contra o mexicano Brandon Moreno. Pantoja obteve vitória por decisão unânime (29-27, 29-26, 29-26), após uma verdadeira batalha contra Moreno. Com uma luta com boa movimentação de ambos os lados. Pantoja levou o 1o Round com relevante vantagem. Moreno foi praticamente salvo pelo gongo (de uma possível finalização) no final do 1o round. Nos dois 2o rounds seguintes, apenas uma ligeira vantagem para Pantaja.


Na última luta do card preliminar, vaias da torcida para o pouco combativo Zak Cummings. Prazeres fez uma boa luta. Apesar da menor envergadura conseguiu ser superior na trocação, impôs seu ritmo em pé. Ao final, os árbitros deram vitória dividida para o brasileiro, que saiu aplaudido pela torcida.


Silvio Doria

Pós-Luta / Post-Fight

Nosso objetivo é trazer a nossos leitores reportagens e análises de qualidade, além de coberturas play-by-play de eventos do mundo do MMA e do Boxe. Trabalho desenvolvido por Silvio e Flavio Doria (registro de jornalistas: MTB 0082740/SP e MTB 0080216/SP, respectivamente), ambos membros da MMA Journalists Association. 

PosLuta.com | Copyright © 2019 | Todos os direitos reservados.