UFC Fight Island 2: O cinturão dos moscas agora é brasileiro!

Apesar do card fraco quando olhado nome a nome, no geral, o UFC Fight Island 2 já está na lista dos melhores do ano. Pela luta principal, valendo o cinturão vago dos moscas, Deiveson Figueiredo venceu de forma brutal Joseph Benavidez. Podemos dizer que essa vitória foi a mais contundente de uma disputa de cinturão na história da organização. E Figueiredo deve manter o cinturão por muito tempo na organização, tamanha a diferença entre ele e os demais lutadores da divisão. Pela segunda luta principal, Jack Hermansson (21-5-0) venceu Kelvin Gastelum (15-6-0) ainda no primeiro round. Ao levar a luta ao chão, Hermansson conseguiu finalizar Gastelum em uma chave de perna.


Outro destaque da noite foi Ariane Lipski. Em uma luta rápida, Ariane Lipski (13-5-0) venceu a compatriota brasileira Luana Carolina (6-2-0) ainda no primeiro round. Com pouco mais de 1 minuto de luta transcorrido, Lipski após derrubar Carolina, conseguiu ajustar uma bela chave de perna, não dando outra saída à Carolina, se não o top-out. No replay foi possível ver o joelho de Carolina chegar a dobra, tamanha a perfeição do ajuste da finalização de Lipski, que acumula agora duas vitórias consecutivas na organização.


Card principal


Deiveson Figueiredo vs. Joseph Benavidez

Categoria: Mosca

Deiveson Figueiredo vence Joseph Benavidez por finalização no 1R

Em uma luta de apenas 1 round, Deiveson Figueiredo (19-1-0) venceu Joseph Benavidez (28-7-0) e conquistou o cinturão vago da divisão dos moscas. Figueiredo e Benavidez se enfrentarem pela segunda vez. Os dois atletas se encontraram em fevereiro deste ano em luta que valia o título da divisão, mas o brasileiro, que venceu o confronto por nocaute, não bateu o peso no dia anterior, tornando-se inelegível para o cinturão. Desta vez, com o peso brasileiro não quis deixar margem para dúvidas e venceu Benavidez de forma avassaladora.


Foram quase 5 minutos de domínio total do brasileiro, que por diversas vezes quase finalizou Benavidez em um estrangulamento. Porém no minuto final da luta, o brasileiro acertou um poderoso golpe em Benavidez, levando-o a knock-down. No chão, Figueiredo ainda deu inicio a uma sequência de golpes contundentes, o que facilitou o estrangulamento final.


A luta foi a luta da noite. Eu disse que iria quebrar o Benavidez e foi exatamente o que eu fiz. Coloquei a primeira finalização no cartel dele e a luta em si foi um grande show, dei a todos um show. Ele não me surpreendeu em nada essa noite, na verdade achei que ele estava um pouco mais lento que na última luta. Eu não falei a ninguém sobre isso, mas estou muito mais rápido agora e tenho muito mais habilidade no meu contragolpe", disse Deiveson após a luta.


Apesar da vitória relativamente fácil, Benavidez era um lutador perigoso e experiente. Atual número dois do ranking, Benavidez tentava pela quarta vez conquistar o cinturão peso-mosca do UFC. Benavidez foi derrotado duas vezes pelo então campeão Demetrious Johnson, em 2012 e 2013, e, recentemente, pelo adversário deste sábado.


Jack Hermansson vs. Kelvin Gastelum

Categoria: Médios

Jack Hermansson vence Kelvin Gastelum por finalização no 1R

Em uma vitória importante, Jack Hermansson (21-5-0) venceu Kelvin Gastelum (15-6-0) ainda no primeiro round. Ao levar a luta ao chão, Hermansson conseguiu finalizar Gastelum em uma chave de perna.


"Finalização no 1º round, o que mais você pode desejar? Obviamente foi um erro para ele. Eu sou muito perigoso no chão. Acho que ele se sente confortável caindo por cima, mas as pessoas não sabem muito bem o que eu tenho no chão, porque não fico muito de costas nas minhas lutas, quase nunca, então as pessoas não sabem o quão perigoso eu sou lá. Agora eles tem uma ideia, mas ainda não sabem tudo", disse Hermansson após a luta.


Marc Diakiese vs. Rafael Fiziev

Categoria: Leves

Rafael Fiziev vence Marc Diakiese por decisão unânime (30–27, 29–28, 29–28)

Pelos leves, Marc Diakiese (14-4-0) e Rafael Fiziev (8-1-0) fizeram, sem sombra de dúvida, a melhor luta da noite. Foram 3 rounds de um combate intenso. Ambos os lados tiveram seus momentos na luta. Porém, ao final, por decisão unânime (30–27, 29–28, 29–28), Rafael Fiziev venceu Marc Diakiese.


"Estou feliz com a vitória. Estou feliz pela minha segunda vitória no UFC. Simplesmente feliz, sabe? Obrigado ao meu oponente por esta luta perfeita. Eu tenho o plano de quebrar o coração dele, quebrar o corpo dele e mostrar uma técnica perfeita, mostrar o que eu sei, sabe? Espero que as pessoas gostem", disse Fiziev após a luta.


Ariane Lipski vs. Luana Carolina

Categoria: Mosca (feminino)

Ariane Lipski vence Luana Carolina por finalização no 1R

Em uma luta rápida, Ariane Lipski (13-5-0) venceu a compatriota brasileira Luana Carolina (6-2-0) ainda no primeiro round. Com pouco mais de 1 minuto de luta transcorrido, Lipski após derrubar Carolina, conseguiu ajustar uma bela chave de perna, não dando outra saída à Carolina, se não o top-out. No replay foi possível ver o joelho de Carolina chegar a dobra, tamanha a perfeição do ajuste da finalização de Lipski, que acumula agora duas vitórias consecutivas na organização.


"Eu estava muito confiante, nós estudamos o jogo dela, então sabíamos que precisaríamos pressionar. Se fosse para o chão, ela tentaria me colocar na guarda, porque tem uma boa guarda. Eu estava muito confiante no chão e estava treinando muito as chaves de joelho e de pé. Estou muito, muito feliz. Tenho muito mais para mostra, quero voltar lá o quanto antes", disse Ariane após a luta.

Alexandre Pantoja vs. Askar Askarov

Categoria: Mosca

Na primeira luta do card principal, Askar Askarov (12-0-1) venceu o brasileiro Alexandre Pantoja (22-5-0) por decisão unânime (29–28, 29–28, 29–28).


"Vou derrubar todos que entrarem no meu caminho e vou conquistar o cinturão", disse Askarov após a luta.

Por Silvio e Flavio Doria

Pós-Luta / Post-Fight

Nosso objetivo é trazer a nossos leitores reportagens e análises de qualidade, além de coberturas play-by-play de eventos do mundo do MMA e do Boxe. Trabalho desenvolvido por Silvio e Flavio Doria (registro de jornalistas: MTB 0082740/SP e MTB 0080216/SP, respectivamente), ambos membros da MMA Journalists Association. 

PosLuta.com | Copyright © 2019 | Todos os direitos reservados.