UFC Cingapura: Askren é finalizado pela primeira vez na carreira; Demian Maia é o algoz

Nesta manhã de sábado (horário de Brasília) ocorreu o UFC Fight Night: Maia vs. Askren (ou UFC Fight Night 162 ou UFC on ESPN+ 20). A luta principal colocou frente a frente dois dos melhores grapplers do MMA no momento. O brasileiro Demian Maia (27-9-0), um dos principais representantes do jiu-jitsu no esporte, e o norte-americano Ben Askren (19-2-0), especialista em wrestling e ex-campeão do evento asiático One Championship. Apesar da insistência de ambos fazerem uma luta quase que predominante em pé, no terceiro round, Maia partiu para sua especialidade e pôs um fim rápido a luta ao finalizar Arkren por estrangulamento. Essa inclusive foi a primeira vez que Askren foi finalizado no MMA.


No co-main event (Michael Johnson vs. Stevie Ray) houve uma decisão bastante controversa. Michael Johnson (em nossa contagem) ganhava por ampla margem, até que, quase por um descuido, sofreu um aperto no último round quando a luta foi para o chão. Porém, na visão da maioria dos árbitros de mesa, Ray venceu a luta por decisão majoritária (29-28, 29-28, 28-28) o que causou a ira de Johnson e da maioria dos analistas.


O Brasil saiu com um saldo positivo do evento, com Maia ganhando na luta principal e Raphael Pessoa Nunes vencendo Jeff Hughes (30-27, 30-27, 30-27) por decisão unânime na abertura do card preliminar.


Card principal


Demian Maia vs. Ben Askren

Categoria: Meio-Médio

Demian Maia vence Ben Askren por finalização (mata-leão) no 3R

Na principal luta do evento, Demian Maia (28-9-0) venceu Ben Askren (19-2-0) por finalização. Contra todas as expectativas, o primeiro round se transcorreu quase todo em pé e com Maia melhor na trocação. Alguns jabs de Maia pegaram em cheio o rosto de Askren. No segundo round, apesar do maior número de golpes desferidos por Maia (contagem do UFC), Askren foi mais contundente na trocação. Apenas no final do round, Demian se recuperou e quase pegou o braço de Askren em duas oportunidades. No terceiro round, Maia reverteu o resultado da luta. Pior em pé, Maia levou a luta para o chão, pegou as costas de Askren e ajustou a posição até conseguir um estrangulamento.


Maior número de finalizações na história do UFC:


1) 13 - Charles Oliveira

2) 11 - Demian Maia

3) 10 - Royce Gracie

4) 09 - Nate Diaz

5) 09 - Jim Miller


Michael Johnson vs. Stevie Ray

Categoria: Leve

Stevie Ray vence Michael Johnson por decisão majoritária (29-28, 29-28, 28-28)

Em uma decisão polêmica, Stevie Ray (23-9-0) venceu por decisão majoritária (29-28, 29-28, 28-28) Michael Johnson (19-15-0). Ray claramente perdeu os dois primeiros rounds e venceu o último na nossa visão.


O round inicial foi bem movimentado e bastante parelho, ambos os lutadores mostram volumes de golpes parecidos, com uma ligeira vantagem para Johnson. Seus golpes foram mais diversificados, com chutes baixos, golpes na linha de cintura e jabs no rosto na mesma proporção. O segundo round foi mais intenso, com Johnson mais agressivo (e contundente) na trocação. Diversas sequências de golpes acertam Ray. No final do round, Ray já estava com o rosto bastante machucado por conta dos golpes sofridos. No último round quase houve uma reviravolta. Johnson se deixou derrubar facilmente e Ray aproveitou a oportunidade. Depois de alguns golpes contundentes ele pegou as costas de Johnson, tentou um estrangulamento sem sucesso e voltou a desferir uma série de golpes contundentes. Johnson foi literalmente salvo pelo gongo.


Frank Camacho vs. Beneil Dariush

Categoria: Leve


De forma contundente, Beneil Dariush (17-4-1) venceu Frank Camacho (22-8-0) ainda no primeiro round. Depois de uma sequência de golpes na linha de cintura de Camacho, Dariush derrubou-o e rapidamente o finalizou com um estrangulamento.


Ciryl Gane vs. Don’tale Mayes

Categoria: Pesado

Ciryl Gane vence Don’tale Mayes por finalização (chave de calcanhar) no 3R

Em uma luta improvável de três rounds entre pesos pesados, Ciryl Gane (5-0-0) venceu por finalização Don’tale Mayes (6-3-0). Em todos os rounds, Gane impôs um grande volume de golpes sobre Mayes. No terceiro round, Mayes estava quase que entregue, sendo atacado e não esboçando reação. Perto do final do round, quando a luta foi para o chão, Gane sem muita dificuldade finalizou Mayes com uma chave de calcanhar.


Muslim Salikhov vs. Laureano Staropoli

Categoria: Meio-Médio

Muslim Salikhov vence Laureano Staropoli por decisão unânime (30-26, 30-26, 29-28)

Na primeira luta do card principal, o russo Muslim Salikhov (16-2-0) venceu por pontos (30-26, 30-26, 29-28) o argentino Laureano Staropoli (9-2-1). O primeiro round foi bastante apertado. Vimos uma ligeira vantagem para Salikhov que mostrou um maior volume de jogo. Ele foi mais inteligente no ataque, esperando sempre um movimento em falso de Staropoli. Salikhov continuou melhor no segundo round, com um maior volume de jogo e maior precisão nos golpes. O round final foi mais parelho. Staropoli buscou mais o ataque, Salikhov por outro lado sabendo da iminente vitória foi mais cauteloso, por diversas vezes segurou o argentino para contê-lo (no início do round). Apesar do menor volume de golpes, o russo continuou mais efetivo.


Por Silvio Dória

Pós-Luta / Post-Fight

Nosso objetivo é trazer a nossos leitores reportagens e análises de qualidade, além de coberturas play-by-play de eventos do mundo do MMA e do Boxe. Trabalho desenvolvido por Silvio e Flavio Doria (registro de jornalistas: MTB 0082740/SP e MTB 0080216/SP, respectivamente), ambos membros da MMA Journalists Association. 

PosLuta.com | Copyright © 2019 | Todos os direitos reservados.