UFC 279: Chimaev atropela Holland e Diaz, seu original adversário, vence Ferguson

Após tantas reviravoltas durante a semana, o UFC conseguiu entregar um card fantástico para os fãs. Na principal luta da noite, Nate Diaz (21-13) venceu Tony Ferguson (25-8) por finalização após uma batalha de 4 rounds. Porém, após a performance dominante de Chimaev contra Holland, nos faz pensar que talvez Diaz tenha tido sorte de enfrentar Ferguson. Em uma luta impressionante, Khamzat Chimaev (12-0) venceu Kevin Holland (23-8) com facilidade ainda no inicio do primeiro round. Chimaev iniciou a luta partindo para uma queda, bem sucedida. No chão, sem sofrer qualquer dano, Chimaev finalizou Holland em um darce choke muito bem aplicado.

Card principal


Nate Diaz (finalização; 4R) vs. Tony Ferguson

Categoria: Meio-Médio (até 77,1 kg / 170 lb)

Na principal luta da noite, Nate Diaz (21-13) venceu Tony Ferguson (25-8) por finalização após uma batalha de 4 rounds. Além de superar um duro adversário, Diaz aceitou a nova luta com pouco mais de 24 horas de antecedência, o que mostrou muito de seu comprometimento com a organização e sua resiliência como atleta. Porém, após a performance dominante de Chimaev contra Holland, nos faz pensar que talvez Diaz tenha tido sorte de enfrentar Ferguson.


Diaz se saiu ligeiramente melhor no primeiro round. Na trocação Diaz conseguiu ser superior, conectando bons golpes. Ferguson aparentemente adotou uma estratégia de minar as pernas de Diaz, possivelmente para diminuir sua capacidade de movimentação, mas no primeiro chute desferido, Ferguson sofreu um corte profundo em sua perna. Diaz continuou minando Ferguson com sua trocação no segundo round. Ao final do round, além de sua canela, Ferguson estava com o olho também ensanguentado. Ferguson voltou melhor no terceiro round. Os chutes na altura das pernas de Diaz, desferidos por Ferguson começaram a mostrar resultado. Diaz ficou visivelmente incomodado com os chutes. Em diversos momentos ele chegou a fingir desdem à Ferguson, recuando e acenando para a torcida, em uma clara tentativa de se recuperar fisicamente dos golpes sofridos nas pernas. No quarto round, Diaz voltou melhor na trocação, mas foi no chão que ele obteve enfim a vitória. Ferguson tentou derrubar Diaz mas foi pego em uma justa guilhotina, que o levou a bater em alguns segundos.


Khamzat Chimaev (finalização; 1R) vs. Kevin Holland

Categoria: Peso combinado

Em uma luta impressionante, Khamzat Chimaev (12-0) venceu Kevin Holland (23-8) com facilidade ainda no inicio do primeiro round. Chimaev iniciou a luta partindo para uma queda, bem sucedida. No chão, sem sofrer qualquer dano, Chimaev finalizou Holland em um darce choke muito bem aplicado.


Chimaev havia recebendo bastante criticas por não ter batido o peso durante a pesagem oficial, porém, em entrevista ainda no octógono, Chimaev disse que foi aconselhado por um médico da organização a interromper o corte de peso, embora ele acreditasse que fosse possível ir adiante. Para manter Chimaev no card, a organização decidiu casar a luta com Kevin Holland (que originalmente enfrentaria Daniel Rodriguez), um adversário de peso mais próximo de Chimaev e que ele havia discutido durante a coletiva. No octógono, Chimaev entrou decidido a calar os críticos e mostrar por que é o mais temido hoje de toda a organização.


Li Jingliang vs. Daniel Rodriguez (decisão dividida)

Categoria: Peso combinado


Li Jingliang (19-7) e Daniel Rodriguez (16-2) fizeram uma luta pouco empolgante. Porém, para espanto da torcida, os árbitros viram vitória de Rodriguez por decisão dividida. Mas dadas as circunstâncias (ambos aceitaram a luta de última hora), Li e Rodriguez saíram com um saldo positivo com a organização.


O round inicial foi bastante parelho, mas vimos uma ligeira vantagem para Li, que mostrou mais iniciativa durante a luta, atacando mais Rodriguez. O segundo e terceiro round foram parecidos. Houve pouca contundência nos golpes desferidos por ambos em pé, mas novamente Li saiu em vantagem pelo maior volume de golpes desferidos em nossa visão.

Irene Aldana (KO; 3R) vs. Macy Chiasson

Categoria: Peso combinado

Em uma luta durissima, Irene Aldana (14-6) conseguiu vencer Macy Chiasson (9-3) por nocaute no último round.


Aldana fez um bom primeiro round. Dominando o centro do octogono, Aldana conseguiu acertar bons jabs em Chiasson. Por[em, o momento de maior perigo para Chiasson foi no minuto final. Após sofrer uma tentativa de queda, Aldana conseguiu pegar o braço de Chiasson e quase a finalizou, mas sem sucesso. Chiasson voltou melhor no segundo round, não só na trocação em pé, mas principalmente no chão. No terceiro e ultimo round, um golpe inesperado levou ao fim a luta. No chão, Aldana conseguiu acertar uma pedalada direto no fígado de Chiasson que estava em pé. O golpe a levou ao chão de imediato.


Johnny Walker (Finalização; 1R) vs. Ion Cuțelaba

Categoria: Peso combinado


Pela primeira luta do card principal, o brasileiro Johnny Walker (19-7) venceu sem grande dificuldade Ion Cuțelaba (16-8-1) ainda no primeiro round.


Cutelaba estava atento aos chutes e na primeira tentativa, ao receber um chute alto, Cutelaba levou a luta para o chão, pressionando o brasileiro por quase metade do round. Porém, Walker se defendeu bem, conseguiu levar a luta em pé e o lançou Cutelaba ao chão, o que permitiu ao brasileiro assumir suas costas. Pouco depois, há alguns segundos do fim do round, Walker conseguiu aplicar um mata-leão, finalizando Cutelaba.


Por: Silvio & Flavio Dória