UFC 261: Um dos card mais impressionantes dos últimos anos

O UFC 261 deve se consagrar como o evento mais especial dos últimos anos. Não apenas pela disputa de nada menos que três cinturões, mas também pela volta do UFC a uma arena com público máximo. Desde o início da pandemia em Março de 2020 o UFC não realiza um evento com público em sua casa, os Estados Unidos (nesse período apenas Abu Dhabi, chegou a receber público mas com capacidade reduzida).


Em termos de combate, o UFC 261 foi especial. Todas as lutas do card principal tiverem um desfecho inacreditável. O momento mais inusitado do evento foi, sem dúvida, a lesão sofrida por Chris Weidman (17–10-0) . Após desferir um chute na altura das pernas de Uriah Hall (16-5-0), Weidman teve sua canela partida em duas, repetindo o momento mais trágico da história de Anderson Silva quando ele também teve a mesma lesão contra o mesmo Weidman.


Na luta principal da noite, por nocaute, Kamaru Usman (19-1-0) venceu Jorge Masvidal (35-15-0) no inicio do segundo round se mantendo como o campeão da divisão dos meio-médios. Foi uma vitória significativa. Masvidal era um oponente de peso para Usman e sofreu seu primeiro nocaute no UFC. Usman agora possui a segunda maior sequência de vitórias do UFC (14), só atrás do brasileiro Anderson Silva (16).


Nas disputas de feminino, Valentina Shevchenko (22-3-0) venceu a brasileira Jessica Andrade (21–9-0) por noucate técnico no segundo round e se manteve como detentora do cinturão dos moscas (feminino), confirmando uma ampla dominância na divisão. Pelo cinturão dos palhas, de forma surpreendente, Rose Namajunas (10-4-0) venceu a ampla favorita Zhang Weili (22-1-0) por nocaute ao desferir logo no inicio do round um chute na cabeça da chinesa.


Na primeira luta do card principal, Anthony Smith (35–16-0) venceu Jimmy Crute (12-2-0) por nocaute técnico ainda no primeiro round após Crute ter uma lesão no joelho que o impossibilitou de manter a perna firme no chão.


Card principal


Kamaru Usman vs. Jorge Masvidal

Categoria: Meio-Médio

Kamaru Usman vence Jorge Masvidal por nocaute noo 2R
Kamaru Usman vence Jorge Masvidal por nocaute noo 2R

Por nocaute, Kamaru Usman (19-1-0) venceu Jorge Masvidal (35-15-0) no inicio do segundo round se mantendo como o campeão da divisão dos meio-médios.


Foi uma vitória significativa. Masvidal era um oponente de peso para Usman e sofreu seu primeiro nocaute no UFC. Usman agora possui a segunda maior sequência de vitórias do UFC (14), só atrás do brasileiro Anderson Silva (16).


O primeiro round foi bastante parelho. Ambos tiveram seus momentos na trocação. Mesmo Usman tendo derrubado Masvidal e ficado por cima em parte do round, foi Masvidal que se manteve mais ativo, desferindo diversos golpes. Quando a luta voltou para a trocação, Masvidal também foi superior, garantindo o round a seu favor em nossa visão. No segundo round, Usman conectou um soco de direita mortal em Jorge Masvidal levando-o a nocaute imediato! Herb Dean ainda deixou a luta rolar por alguns segundos a mais para se certificar que Masvidal não estava reagindo.


Zhang Weili vs. Rose Namajunas

Categoria: Palha

Rose Namajunas vence Zhang Weili por nocaute no 1R
Rose Namajunas vence Zhang Weili por nocaute no 1R

De forma surpreendente, Rose Namajunas (10-4-0) venceu a ampla favorita Zhang Weili (22-1-0) por nocaute ao desferir logo no inicio do round um chute na cabeça da chinesa. Namajunas ainda teve tempo de golpea-la diversas vezes no chão para garantir o resultado da luta. Com o resultado, Rose Namajunas volta a deter o cinturão da divisão palha (feminina).


Valentina Shevchenko vs. Jessica Andrade

Categoria: Mosca

Valentina Shevchenko vence Jessica Andrade por noucate técnico no 2R
Valentina Shevchenko vence Jessica Andrade por noucate técnico no 2R

Valentina Shevchenko (22-3-0) vence a brasileira Jessica Andrade (21–9-0) por noucate técnico no segundo round e se manteve como detentora do cinturão dos moscas (feminino). Em oito lutas no peso mosca, Valentina detém agora 8 vitórias, incluindo cinco defesas de cinturão na divisão.


Valentina foi amplamente dominante no round inicial. Seu melhor momento no round foi uma tentativa de estrangulamento sem sucesso no minuto final do round. Surpreendentemente, boa parte do round Valentina buscou a luta no agarrada (no chão). O segundo round se encaminhava para outro 10-8 (amplo domínio) para Valentina. Até que Valentina enfim obteve a vitória por nocaute técnico ao imobilizar Jessica Andrade no chão (por um crucifixo) e desferir uma sequência brutal de cotoveladas.


Uriah Hall vs. Chris Weidman

Categoria: Médio

Uriah Hall vence Chris Weidman por Nocaute Técnico no 1R
Uriah Hall vence Chris Weidman por Nocaute Técnico no 1R

Uriah Hall (16-5-0) saiu com o braço erguido após vencer Chris Weidman (17–10-0) por nocaute técnico no primeiro round. Porém, o desfecho foi inacreditável. Logo no início da luta ao atacar Hall com um chute na altura das pernas, Weidman teve sua canela partida ao meio após uma defesa bem sucedida de Hall.


Anthony Smith vs. Jimmy Crute

Categoria: Meio-pesado

Anthony Smith vence Jimmy Crute por nocaute técnico no 1R
Anthony Smith vence Jimmy Crute por nocaute técnico no 1R

Na primeira luta do card, Anthony Smith (35–16-0) venceu Jimmy Crute (12-2-0) por nocaute técnico ainda no primeiro round.


Smith estava levando a melhor no round. Com maior envergadura, Anthony Smith conseguiu usar bem seus jabs, minando Crute pouco a pouco. No final do round, Smith conseguiu conectar um forte chute no joelho de Crute no melhor momento do round. Após paralisar a luta para verificar a lesão no pé de Crute, a luta teve que ser encerrada, garantindo a vitoria à Anthony Smith por nocaute técnico.


Por Silvio e Flavio Doria