UFC 256: Deiveson mantêm cinturão, apesar de não ter alcançado a vitória

O último evento numerado do ano deve ficar marcado como um dos melhores do ano, especialmente para os fãs brasileiros. O card principal teve a presença de brasileiros em todas as lutas. No card preliminar houve apenas um representante (Renato Moicano).


Na luta principal, Deiveson Figueiredo, atual campeão dos moscas manteve seu cinturão, apesar de não ter vencido a luta. Os arbitros deram empate à luta, o que pareceu um resultado justo, após tantos rounds apertados e um ponto descontado do brasileiro. Em entrevista pós-luta, Dana White afirmou com certeza que ambos os lutadores farão uma nova disputa em 2021, porém eles devem ter um tempo grande de recuperação.


Na segunda luta principal, Charles do Bronx venceu de forma dominante Tony Ferguson por decisão unânime (30-26, 30-26, 30-26), em uma excelente atuação. Charles agora provavelmente disputará o cinturão com...


Pouco antes dessa disputa, Mackenzie Dern e Virna Jandiroba travaram uma verdadeira batalha de três rounds. Mackenzie saiu vitoriosa, vencendo Jandiroba por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28). No segundo round, mesmo após um nariz quebrado, Mackenzie surpreendeu ao continuar avançando na luta, buscando a trocação. Jandiroba também impressionou pela resistência e boa absorção de golpes.


Vale mencionar também a derrota de dois brasileiros. Ronaldo Jacaré foi nocauteado por Kevin Holland ainda no primeiro round, de forma brutal. Outra derrota contundente veio de Junior Cigano, nocauteado no segundo round por Ciryl Gane. Dana White já afirmou que espera que essa tenha sido a última luta de Cigano na organização. Cigano já acumula quatro derrotas seguidas, todas por nocaute.


Card Principal


Deiveson Figueiredo vs. Brandon Moreno

Categoria: Peso-mosca

Empate por decisão majoritária (48–46, 47–47, 47–47)
Empate por decisão majoritária (48–46, 47–47, 47–47)

Em uma luta dura, bastante dificil, Deiveson Figueiredo empatou com Brandon Moreno. Sem um vencedor, Figueiredo manteve o cinturão dos moscas. Essa foi certamente a luta mais difícil da carreira de Figueiredo, não só pelo combate duro, mas pelo intenso corte de peso, o segundo em quase um mês.


O primeiro round foi intenso. Ambos partiram para uma trocação franca, com vantagem para o brasileiro. Mas chamou a atenção o fato de Moreno não temer o atual campeão e partir para cima, ameaçando-o em alguns momentos. O ritmo continuou forte no segundo round. No round seguinte a luta manteve o mesmo ritmo. Os danos dos golpes do brasileiro começaram a aparece no rosto do mexicano. Enquanto que Figueiredo parecia mais inteiro. No meio do round, Moreno levou um golpe baixo ilegal, o que no final das contas não foi tão ruim, já que Moreno ganhou um bom tempo para se recuperar e ainda tirou um ponto de Figueiredo. O quarto round foi o melhor de Moreno. Se aproveitando da guarda baixa do brasileiro, Moreno conseguiu uma boa sequência de golpes contundentes em Figueiredo. O round final não poderia de ser diferente, o ritmo intenso de trocação entre os dois continuou. Figueiredo foi claramente superior, terminando o round com uma sequência de golpes contundentes no chão.


Tony Ferguson vs. Charles do Bronx

Categoria: Peso-leve

Charles do Bronx vence Tony Ferguson por decisão unânime (30-26, 30-26, 30-26).
Charles do Bronx vence Tony Ferguson por decisão unânime (30-26, 30-26, 30-26).

De forma dominante, Charles do Bronx venceu Tony Ferguson por decisão unânime (30-26, 30-26, 30-26).


Charles fez um excelente primeiro round. O brasileiro surpreendente começou na trocação e foi muito bem. Quando a luta foi para o solo, especialidade do brasileiro, Ferguson passou por apuros, quase sendo finalizado nos segundos finais. No round seguinte, Charles continuou dominante, não dando espaço algum para Ferguson durante todo o round. Ciante da vantagem na pontuação, Charles não tomou risco na trocação no round final e buscou novamente a luta no chão e, novamente, esteve perto de finalizar a luta, porém Ferguson resistiu bravamente.


Mackenzie Dern vs. Virna Jandiroba

Categoria: Peso-palha

Mackenzie Dern vence Virna Jandiroba por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)
Mackenzie Dern vence Virna Jandiroba por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)

Em uma luta intensa, Mackenzie Dern venceu Virna Jandiroba por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28).


O primeiro round foi intenso e bastante parelho, com uma trocação forte de ambas as partes em boa parte do round. Ainda assim, vimos uma ligeira vantagem para Mackenzie, pelo maior volume de golpes. O round seguinte foi igualmente intenso. No meio do round, Mackenzie partiu para uma trocação franca após uma interrupção da luta por conta de um dedo no olho de Jandiroba. Na volta da luta, Mackenzie partiu para cima de forma mais intensa e levou a pior, sofrendo um corte no nariz (por conta de uma joelhada). O corte claramente a afetou. Mackenzie foi derrubada e permaneceu no chão, por baixo, até o final do round. No final do round, Mackenzie tentou buscar a luta no chão, mas sem sucesso. Jandiroba conseguiu se defender muito bem das quedas. A medida que a luta foi caminhando para o fim ambas as lutadoras começaram a aumentar o ritmo da trocação. Sem dúvida, foi o round mais parelho do combate.


Kevin Holland vs. Ronaldo Jacaré

Categoria: Peso-médio

Kevin Holland vence Ronaldo Jacaré por nocaute técnico no 1R
Kevin Holland vence Ronaldo Jacaré por nocaute técnico no 1R

Em uma luta rápida e surpreendente, Kevin Holland (21-5) nocauteou Ronaldo Jacaré (26-9-1) ainda no início do primeiro round. Jacaré começou a luta buscando derrubar Holland e com sucesso. No chão, Jacaré estava se saindo bem, porém foi acertado por um soco em cheio de Holland que já o colocou fora de órbita. Ainda por baixo, Holland percebeu e deu início a uma sequência de golpes contundentes que não deixaram dúvida para o árbitro se não encerrar a luta por nocaute técnico. Surpreendeu a força do golpe de Holland, que mesmo no chão e por baixo, conseguiu afetar seriamente Jacaré.


Junior Cigano vs. Ciryl Gane

Categoria: Peso-pesado


Pela primeira luta do card principal, o brasileiro Junior Cigano, em má fase na organização, acumulou mais uma derrota (a quarta seguida), ao ser nocauteado por Ciryl Gane. A derrota veio no início do segundo round, quando o brasileiro foi acertado por um poderoso jab. Sentindo claramente o golpe, Cigano recuou e foi pego por uma sequência de golpes contundentes, seguido de uma cotovelada na região da têmpora que o levou ao chão, sem chance de defesa. No primeiro round, a luta esteve bastante parelha, apesar de termos pontuado em favor de Gane, por conta do maior volume de golpes.


Com quatro derrotas consecutivas, Cigano agora fica em situação dificil na organização. Ainda mais agora, depois do anúncio no evento passado de um grande corte no plantel da organização (60 lutadores serão cortados).


Por: Silvio & Flávio Dória