UFC 255: Figueiredo e Shevchenko mantêm seus cinturões

Deiveson Figueiredo, o "Deus da Guerra" venceu de forma avassaladora o desafiante ao cinturão, Alex Perez. Em menos de 2 minutos, Figueiredo ajustou uma poderosa guilhotina não dando chance para Perez. Na segunda luta da noite, valendo o cinturão dos moscas feminino, a brasileira Jennifer Maia foi derrotada por Valentina Shevchenko por decisão unânime (49-46, 49-46, 49-46). Apesar da vitória incontestável de Shevchenko, Maia mostrou bravura ao resistir os poderosos golpes de Shevchenko. Ainda no card principal, Paul Craig (14-4-1) venceu por nocaute técnico a lenda Mauricio Shogun (27-12-1) no segundo round. Em entrevista ao final do evento, Dana White já anunciou que não quer ver mais uma nova luta de Shogun na organização, apesar do brasileiro ainda possuir mais duas lutas no contrato. Portanto, talvez tenhamos visto a última luta do brasileiro no UFC.


Durante a transmissão do evento, o UFC anunciou o nome de seu Vice Presidente de Assuntos Regulatórios, Marc Ratner, no Hall da Fama da organização. Marc Ratner é um dos nomes mais respeitados nos bastidores do MMA. Marc foi fundamental para o MMA fosse sancionado (nos EUA) e regulamentado globalmente. Seu trabalho incansável, educando as comissões atléticas sobre MMA abriu o caminho para que o esporte alcançasse a escala global que possui hoje.


Deiveson Figueiredo x Alex Perez

Categoria: Peso-mosca

Deiveson Figueiredo vence Alex Perez por finalização no 1R

Em sua primeira defesa de cinturão, o brasileiro Deiveson Figueiredo (20-1) venceu de forma avassaladora Alex Perez (24-6), quarto da divisão mosca ainda no primeiro round. Logo no inicio da luta, Perez tentou derrubar Deiveson com um single lag. Porém, o brasileiro se aproveitou da situação e partiu para as pernas de Perez tentando uma finalização. Das pernas de Perez, Deiveson partiu para uma guilhotina em uma transição de posição incrível. Perez não teve chance contra a poderosa guilhotina de Deiveson e teve que dar o tap out.


Com a vitória, Deiveson empatou com Jussier Formiga, como o terceiro lutador da história dos moscas com mais vitórias no UFC.


Mais vitórias na história dos Moscas

13 - Demetrious Johnson

13 - Joseph Benavidez

09 - Deiveson Figueiredo

09 - Jussier Formiga

08 - John Moraga

08 - Dustin Ortiz


Valentina Shevchenko x Jennifer Maia

Categoria: Peso-mosca feminino

Valentina Shevchenko venceu Jennifer Maia por decisão unânime (49-46, 49-46, 49-46)

Sem surpresa, Valentina Shevchenko (20-3) venceu Jennifer Maia (18–71) por decisão unânime (49-46, 49-46, 49-46) em uma luta dominante quase do começo ao fim. Apenas um round foi para Maia em nossa contagem.


No round inicial, logo após uma rápida trocação, Shevchenko levou a luta para o solo, onde permaneceu até o final do round. Maia fez um bom trabalho em travar Shevchenko no chão, dando pouco espaço para ser atacada. No entanto, Shevchenko foi superior no round em nossa visão. O segundo round começou com a mesma dinâmica, com Shevchenko levando a luta para baixo. Porém, no final do round, Maia se saiu melhor no jogo de chão, neutralizando-a. Por boa parte do round, Maia esteve em vantagem no chão, empatando a luta em nossa contagem. Ao contrario dos rounds anteriores, boa parte do terceiro round a luta se manteve em pé, com Shevchenko se saindo melhor na trocação. No final do round, Shevchenko ainda conseguiu uma bela queda sobre Maia. Shevchenko continuou dominando a brasileira no quarto round, seja em pé ou no chão. Nos surpreendeu a capacidade de absorção de golpes de Maia. O round final foi o mais intenso em trocação por motivos obvios. Maia tentou desesperadamente o nocaute, mas não foi párea para a trocação de Shevchenko. Mais veloz e precisa, Shevchenko causou um estrago no rosto de Maia, que resistiu bravamente.


Mike Perry x Tim Means

Categoria: Peso-meio-médio


Em uma luta intensa, o veterano do UFC, Tim Means (31-12-1) venceu Mike Perry (14-7) por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28).


Perry surpreendeu no primeiro round, mostrando um excelente jogo de chão. Perry esteve muito próximo de finalizar Means em um estrangulamento, mas sem sucesso. No round seguinte, Means se saiu melhor. Pouco a pouco, os jabs de Means foram ferindo Perry e lhe garantindo importantes pontos a seu favor. No round final, com a luta empatada, ambas foram mais agressivos na trocação, com Perry levando a pior. Assim como no round seguinte, Means manteve boa acuracia nos golpes desferidos, garantindo a pontuação ao seu favor em nossa visão.


Katlyn Chookagian x Cynthia Calvillo

Categoria: Peso-mosca feminino


Pelo feminino, Katlyn Chookagian (15-4) venceu Cynthia Calvillo (9-2-1) por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27), sem grande surpresa. Chookagian era a favorita para a luta e confirmou as expectativas.

O primeiro round foi bastante parelho, com uma ligeira vantagem para Chookagian. Ambas as lutadores se mantiveram bastante ativas durante o round inicial. Calvillo em nossa opinião teve dificuldade em encurtar a distância, por conta dos chutes frontais de Chookagian e sua boa trocação. No segundo round, Chookagian continuou melhor na trocação, garantindo mais um round em seu favor. No round final, Calvillo tentou ser mais agressiva, inclusive explorando mais chutes, mas não obteve exito. Chookagian conseguiu combinar bem sua boa envergadura com uma boa trocação, quase não dando espaço à Calvillo.


Mauricio Shogun x Paul Craig

Categoria: Peso-meio-pesado


Pela primeira luta do card principal, Paul Craig (14-4-1) venceu por nocaute técnico a lenda Mauricio Shogun (27-12-1) no segundo round.


Logo no inicio do round, Craig conseguiu derrubar Shogun (via double lag), buscando evitar o combate em pé com o brasileiro. No chão, Craig conseguiu prender a cabeça de Shogun, buscando a finallização, mas sem sucesso. Pouco depois, Shogun conseguiu se livrar do ground game de Craig, porém foi derrubado logo depois. Na segunda tentativa de pressionar o brasileiro no chão, Craig levou a pior. Shogun inverteu a posição, mas não conseguiu se manter ativo golpeando-o. No segundo round, Craig manteve sua estratégia de levar a luta para o chão, dessa vez com sucesso. Próximo do final do round, após derrubar Shogun, Craig conseguiu uma ótima posição, assumindo as costas de Shogun… após uma sequência de golpes contundentes, Shogun, praticamente indefeso, deu o tap out, levando ao fim a luta.


Por: Silvio & Flávio Dória

Pós-Luta / Post-Fight

Nosso objetivo é trazer a nossos leitores reportagens e análises de qualidade, além de coberturas play-by-play de eventos do mundo do MMA e do Boxe. Trabalho desenvolvido por Silvio e Flavio Doria (registro de jornalistas: MTB 0082740/SP e MTB 0080216/SP, respectivamente), ambos membros da MMA Journalists Association. 

PosLuta.com | Copyright © 2019 | Todos os direitos reservados.