UFC 252: Sem o cinturão dos pesados, Daniel Cormier se aposenta (como lenda) do UFC

O UFC viu nessa madrugada de domingo a última luta de um dos maiores, se não o maior, nome da divisão dos pesados da organização, Daniel Cormier, ex-campeão dos pesados e dos meio-pesados do UFC. Infelizmente, Cormier não saiu com o cinturão dos pesados. Em um duelo de cinco rounds, Stipe Miocic (20-3-0) venceu Daniel Cormier (22-3-1) por decisão unânime (49-46x2, 48-47), encerrando a trilogia em vantagem. Em entrevista após a luta, Cormier culpou um dedo no olho (que inclusive apagou sua visão esquerda segundo ele), como a principal responsável pela sua performance na luta.


Na segunda luta da noite, uma lesão no pé de Sean O’Malley o colocou em situação difícil em sua luta. Em modo de defesa, O'Malley foi uma presa fácil para o agressivo Marlon Vera, que o venceu por nocaute técnico no final do primeiro round.


Entre os brasileiros presentes no card, o nosso destaque vai para Virma Janridoba que venceu a experiente Felice Hering por finalização em pouco menos de 2 minutos de luta. Jandiroba começou o round colocando Felice para baixo, em seguida buscou uma posição para finalização, até que ela conseguiu encerrar a luta com uma chave de braço.


Card Principal


Stipe Miocic vs. Daniel Cormier

Categoria: Pesado

Stipe Miocic vence Daniel Cormier por decisão unânime (49-46x2, 48-47)

Em um duelo de cinco rounds e valendo o cinturão dos pesados, Stipe Miocic (20-3-0) venceu Daniel Cormier (22-3-1) por decisão unânime (49-46x2, 48-47), encerrando a trilogia em vantagem.


Cormier foi superior no round inicial. Logo no inicio da luta, Cormier conseguiu pegar Miocic em uma guilhotina, que lhe custou um pouco de energia para escapar. No final do round, quando ambos deram início a uma trocação mais contundente, Cormier conseguiu acertar um poderoso golpe em Miocic. Cormier estava melhor no segundo round, até que faltando segundos para o fim do round ele foi acertado por um poderoso golpe no rosto. No chão, Cormier ainda foi acertado por uma sequência de golpes que quase o complicaram. Cormier voltou para o terceiro round um pouco abalado. Com o olho esquerdo parcialmente fechado, Cormier foi um alvo mais fácil e não respondeu mais contundência os ataques de Miocic. No quarto round, houve uma trocação mais franca entre os dois. Em nossa visão, Cormier se saiu ligeiramente melhor. No round final, ambos deram tudo de si. Porém, mais inteiro na luta, Miocic acabou se saindo melhor em nossa visão.


Sean O’Malley vs. Marlon Vera

Categoria: Galo

Marlon Vera vence Sean O’Malley por nocaute técnico no 1R

Em uma luta rápida, Marlon Vera (16-6-1) venceu por nocaute técnico a promessa do UFC, Sean O’Malley (12-1-0). A luta estava parelha, com ambos os lutadores contidos e até brincando em determinados momentos. Porém no meio do round, O’Malley torceu o pé e a partir daí ficou em modo de defesa. No final do round, Vera partiu para cima e após uma sequência de golpes contundentes encerrou a luta.


Junior dos Santos vs. Jairzinho Rozenstruik

Categoria: Pesado

Jairzinho Rozenstruik vence Junior dos Santos por nocaute técnico no 2R

Em má fase na organização, Junior dos Santos (21-8-0) acumulou sua terceira derrota consecutiva ao ser nocauteado por Jairzinho Rozenstruik (11-1-0) no segundo round.

O primeiro round se encerrou com uma ligeira vantagem para Cigano, embora o round tenha sido pouco movimentado em sua maior parte. No segundo round, Cigano estava mostrando uma boa movimentação, mas pouco a pouco, Rozenstruik foi encurralando Cigano e depois de acerta-lo com um golpe de esquerda, conectou um poderoso soco de direita que levou Cigano ao chão. A partir daí se iniciou uma sequência de golpes contundentes que levaram o fim da luta.


Herbert Burns vs. Daniel Pineda

Categoria: Peso Combinado

Daniel Pineda vence Herbert Burns por nocaute técnico no 2R

Voltando ao UFC depois de 6 anos marcados por uma passagem pelo Legacy FC, Bellator e Fury FC, o experiente Daniel Pineda (27-13-0) venceu o irmão de Gilbert Durinho, Herbert Burns (11-3-0) por nocaute técnico no segundo round.


O brasileiro Herbert Burns foi dominado no primeiro round, com Pineda superior no volume de golpes significantes. No segundo round, o brasileiro foi mais agressivo, começando o round já derrubando Pineda. Na sequência Burns ainda conseguiu desferir alguns golpes contundentes em Pineda. Em metade do round Burns esteve por cima de Pineda, porém em determinado momento entregou a posição e começou a ser pressionado. Burns ficou preso em um crucifixo, onde foi atacado por vários socos e cotoveladas sem chance de defesa. Pouco depois foi decretada a vitória de Pineda por nocaute técnico.


John Dodson vs. Merab Dvalishvili

Categoria: Galo


Pela primeira luta do card principal do UFC 252, Merab Dvalishvili (12-4-0) venceu o experiente John Dodson (22-12-0) por pontos (30-27, 30-27, 30-27) .


Dvalishvili foi ligeiramente melhor no primeiro round. Em grande parte do round, Dvalishvili esteve pressionando Dodson na grade, mas sem grande contundência. Dvalishvili manteve sua vantagem no segundo round, porém foi um round pouco contundente novamente. Dvalishvili chegou a tentar dois bate estacas em Dodson, mas ambos sem sucesso. No corner, no intervalo do segundo para o terceiro round, Dvalishvili parecia bastante confiante, se quer chegou a sentar e estava conversando normalmente com seus corners. No round final, Dvalishvili manteve sua estratégia, garantindo a luta a seu favor.


Por Silvio e Flavio Doria

Pós-Luta / Post-Fight

Nosso objetivo é trazer a nossos leitores reportagens e análises de qualidade, além de coberturas play-by-play de eventos do mundo do MMA e do Boxe. Trabalho desenvolvido por Silvio e Flavio Doria (registro de jornalistas: MTB 0082740/SP e MTB 0080216/SP, respectivamente), ambos membros da MMA Journalists Association. 

PosLuta.com | Copyright © 2019 | Todos os direitos reservados.