UFC 249: Depois de quase dois meses sem MMA no mundo, o UFC retorna com força total

Depois de quase dois meses sem MMA no mundo, o UFC puxou a fila e retornou com tudo. Em um dos melhores cards do ano, Tony Ferguson e Justin Gaethje fizeram a luta principal. Azarão, Gaethje derrotou Ferguson de forma brutal, minando-o round a round, até que no quinto e último rounds obteve a vitória por nocaute técnico. Houve ainda uma disputa de cinturão no co-main event, com Henry Cejudo defendendo seu cinturão dos galos contra o desafiante Dominick Cruz. Como esperado, Cejudo obteve a vitória (nocaute técnico no segundo round). Bem sucedido em sua primeira defesa do cinturão dos galos, e com outro cinturão em mãos (mosca), Cejudo aproveitou a oportunidade para anunciar sua aposentadoria do octógono, para surpresa de todos.


Digno de um card principal, o undercard trouxe lutas excelentes, com atletas de peso. Donald Cerrone, Anthony Pettis, Aleksei Oleinik, Fabrício Werdum, Carla Esparza, Michelle Waterson, Vicente Luque e Niko Price foram os nomes presentes no card anterior ao principal.


Durante o evento, o UFC anunciou que Georges St-Pierre, campeão dos médios e dos meios médios do UFC foi indicado ao Hall of Fame’s ‘Modern Wing’ do UFC. GSP acumula uma série de feitos na organização, como 13 vitórias consecutivas (segunda maior sequência no período entre 2007 e 2017) e o primeiro dos sete lutadores do UFC a conseguir o cinturão em duas divisões diferentes. A cerimônia ocorrerá ainda neste ano e será transmitida pelo UFC Fight Pass.


Card principal


Tony Ferguson "El Cucuy" vs. Justin Gaethje "The Highlight"

Categoria: Leve

Justin Gaethje vence Tony Ferguson por nocaute técnico no 5R
Justin Gaethje vence Tony Ferguson por nocaute técnico no 5R

Em uma luta brutal, o azarão Justin Gaethje (22-2-0) venceu Tony Ferguson (26-4-0) por nocaute técnico e levou o cinturão interino dos leves.


O primeiro round foi apertado como esperado. Porém, vimos uma ligeira vantagem para Gaethje pela maior efetividade nos golpes desferidos. Os chutes baixos, na altura das pernas, de Gaethje pareceram fazer efeito no segundo round. Ferguson claramente sentiu os golpes e passou a se movimentar menos. Porém no final, Ferguson acertou um uppercut bastante poderoso em Gaethje. Tal golpe pode ter mudado a contagem dos árbitros. Gaethje ampliou sua vantagem no terceiro round, minando pouco a pouco Ferguson. Ao final do round, os danos no rosto de Ferguson deixaram claro o vencedor no round. Gaethje pareceu voltar mais cansado para o terceiro round. Porém, mesmo atacando menos, Gaethje foi mais contundente, garantindo mais um round. O round final foi brutal. Gaethje pouco a pouco foi destruindo a resistência de Ferguson, com poderosos golpes na altura das pernas e no rosto. Nos últimos minutos, o árbitro decidiu encerrar a luta, dado a extensão dos danos e a própria linguagem corporal de Ferguson que parecia ter jogado a toalha.


Henry Cejudo "The Messenger" vs. Dominick Cruz "The Dominator"

Categoria: Galo

Henry Cejudo vence Dominick Cruz por nocaute técnico no 2R
Henry Cejudo vence Dominick Cruz por nocaute técnico no 2R

Em sua primeira defesa do cinturão dos galos, Henry Cejudo (15-2-0) venceu Dominick Cruz (22-1-0) por nocaute técnico.


O primeiro foi bastante parelho, com uma ligeira vantagem para Cejudo, que além de duas quedas, conseguiu acertar boa combinação em Cruz em um determinado momento do round O segundo round se encaminhava como o primeiro, com Cejudo em ligeira vantagem. Porém, no minuto final, após uma interrupção do arbitro para checagem de um corte de Cejudo, este partiu para cima de Cruz com uma sequência devastadora de golpes, levando-o ao chão. Cejudo então iniciou mais uma sequência de golpes, garantindo a vitória por nocaute técnico.


Em entrevista ainda no octógono, Cejudo aproveitou a oportunidade para anunciar aposentadoria do octógono para se dedicar à familia. O campeão acumula hoje dois cinturões, dos moscas e dos galos, um feito conquistado apenas por sete lutadores em toda história da organização.


Francis Ngannou "The Predator" vs. Jairzinho Rozenstruik "Big boy"

Categoria: Pesado

Francis Ngannou vence Jairzinho Rozenstruik por nocaute no 1R
Francis Ngannou vence Jairzinho Rozenstruik por nocaute no 1R

Em uma luta relâmpago, Francis Ngannou (15-3-0) venceu Jairzinho Rozenstruik (10-1-0) por nocaute. Ngannou iniciou a luta partindo para cima de Jairzinho em uma sequência de poderosos golpes. No entanto, apenas um desses golpes foi no alvo, o suficiente para levá-lo ao nocaute.


Jeremy Stephens "Lil'Heathen" vs. Calvin Kattar "The Boston Finisher"

Categoria: Peso combinado

Calvin Kattar vence Jeremy Stephens por nocaute técnico no 2R
Calvin Kattar vence Jeremy Stephens por nocaute técnico no 2R

Ligeiramente acima do peso e com uma sequência ruim no octógono (3 derrotas nas últimas 4 lutas), Jeremy Stephens (28-18-1) foi derrotado por nocaute técnico por Calvin Kattar (21-4-0), que mostrou uma boa performance.


Stephens foi melhor o round em nossa visão. Stephens buscou a todo momento o combate, sendo inclusive mais efetivo nos golpes. Apenas no final do round, Kattar conseguiu acertar um direto em cheio em Stephens, que o fez balançar. Stephens estava mais agressivo no segundo round, porém Kattar estava mais efetivo nos golpes. Até que em um momento do round, Kattar acertou uma cotovelada a curta distância no queixo de Stephens, levando-o ao chão de imediato. Na sequência, Kattar ainda conseguiu acertar uma sequência de golpes, levando o fim da luta.


Greg Hardy vs. Yorgan de Castro

Categoria: Pesado

Greg Hardy vence Yorgan de Castro por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Greg Hardy vence Yorgan de Castro por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)

No primeiro duelo do card principal, o peso pesado Greg Hardy (6-2-0) venceu Yorgan de Castro (6-1-0) por decisão unânime.


O primeiro round foi bastante parelho, Hardy buscou mais o combativo, sempre partindo para cima e tomando a iniciativa, enquanto que Castro foi o oposto. Mais paciente e optando pelo contra-golpe, Castro teve seus momentos no a luta, mas vimos ligeira vantagem para Hardy, Castro foi melhor no 2R. Para reduzir a movimentação de Hardy, Castro começou o 2R explorando mais os chute baixo, nas pernas de Hardy. Também vimos uma ligeira mudança de postura de Castro, com ele buscando mais a iniciativa dos golpes. O round final foi o mais apertado. Castro não deixou Hardy crescer na luta, o que deixou mais apertado a luta. Não vimos uma trocação franca entre os dois como ocorreu nos rounds anteriores...Na decisão final, dos árbitros, Greg Hardy venceu por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27).


Por Silvio e Flavio Doria