UFC 243: marcação oficial dos arbitros de mesa

Confira abaixo a marcação luta a luta de todos os arbitros de mesa. A decisão mais controversa foi a luta do brasileiro Dhiego Lima que venceu de forma dominante Luke Jumeau, porém um dos árbitros viu vitória de Jumeau, o que deixou a decisão dividida.

Israel Adesanya (18-0 MMA, 7-0 UFC) venceu Robert Whittaker (20-5 MMA, 11-3 UFC) por nocaute

Dan Hooker (19-8 MMA, 9-4 UFC) venceu Al Iaquinta (14-6-1 MMA, 9-5 UFC) por decisão unânime

Serghei Spivac (10-1 MMA, 1-1 UFC) venceu Tai Tuivasa (10-3 MMA, 3-3 UFC) por finalização no 1R

Dhiego Lima (15-7 MMA, 4-5 UFC) venceu Luke Jumeau (13-5 MMA, 2-2 UFC) por decisão dividida

Yorgan De Castro (6-0 MMA, 1-0 UFC) venceu Justin Tafa (3-1 MMA, 0-1 UFC) por nocaute

Jake Matthews (15-4 MMA, 8-4 UFC) venceu Rostem Akman (6-2 MMA, 0-2 UFC) por decisão unânime

Callan Potter (18-8 MMA, 1-1 UFC) venceu Maki Pitolo (12-5 MMA, 0-1 UFC) por decisão unânime

Khalid Taha (14-2 MMA, 2-1 UFC) venceu Bruno Silva (11-4-1 MMA, 0-1 UFC) por finalização

Ji Yeon Kim (9-2-2 MMA, 3-2 UFC) venceu Nadia Kassem (5-2 MMA, 1-2 UFC) por nocaute técnico

Megan Anderson (9-4 MMA, 2-2 UFC) venceu Zarah Fairn (6-3 MMA, 0-1 UFC) por finalização

Brad Riddell (7-1 MMA, 1-0 UFC) venceu Jamie Mullarkey (12-3 MMA, 0-1 UFC) por decisão unânime

Por Silvio e Flávio Dória

Pós-Luta / Post-Fight

Nosso objetivo é trazer a nossos leitores reportagens e análises de qualidade, além de coberturas play-by-play de eventos do mundo do MMA e do Boxe. Trabalho desenvolvido por Silvio e Flavio Doria (registro de jornalistas: MTB 0082740/SP e MTB 0080216/SP, respectivamente), ambos membros da MMA Journalists Association. 

PosLuta.com | Copyright © 2019 | Todos os direitos reservados.