UFC 230: Adesanya rouba a cena no UFC New York; Jacaré mais próximo do cinturão

O lendário Madison Square Garden de New York sediou ontem, mais uma edição do UFC. O evento contou a disputa do cinturão dos pesados entre Daniel Cormier e Derrick Lewis e a revanche entre Chris Weidman e o brasileiro Ronaldo "Jacaré" Souza. Fazendo a primeira luta do card principal, Israel Adesanya também foi o destaque, ao vencer de forma impressionante Derek Brunson. O nigeriano atropelou Derek Brunson ainda no primeiro round por nocaute técnico, no que consideramos a melhor luta da noite (e provavelmente uma das melhores performances desse ano no UFC).


Daniel Cormier vs. Derrick Lewis

Categoria: Pesado (até 120,2kg)

Daniel Cormier finaliza Derrick Lewis no 2R

Fazendo a principal luta do evento, Daniel Cormier e Derrick Lewis se enfrentaram em uma disputa do cinturão dos pesados do UFC. Atual campeão dos pesados, e também dos meio-pesados, Cormier conseguiu a vitória por finalização no começo do segundo round.


Cormier dominou o primeiro round. Fazendo juz ao seu wrestler olímpico, Cormier durrubou por diversas vezes e com extrema facilidade o gigante Lewis. No chão, Cormier também não dava chance à Lewis. Comentava-se que Lewis podia ser facilmente derrubado, mas mante-lo no chão seria muito dificil por conta de sua grande explosão. Não foi o que aconteceu. Cormier poucas vezes deu espaço para Lewis crescer na luta. No segundo round, após um single lag bem aplicado, Cormier partiu para as costas de Lewis e o finalizou por meio de um mata-leão (RNC).


Essa foi a primeira defesa de cinturão de Cormier pelos pesados. Seu próximo rival? Ele disse em coletiva pós-luta que se Brock Lesnar não aceitar enfrenta-lo, ele gostaria de enfrentar Jon Jones. Win-win situation para os fãs de MMA.


Chris Weidman vs. Ronaldo "Jacaré" Souza

Categoria: Médio (até 84,4kg)

Ronaldo "Jacaré" Souza nocauteia Chris Weidman no 2R

Chris Weidman e Ronaldo "Jacaré" Souza fizeram uma ótima luta, bastante dinâmica. O primeiro round vimos ligeira vantagem para Weidman que conseguiu aplicar uma maior sequência de golpes. No segundo round, Jacaré foi mais agressivo na trocação. Encurtou a distância e partiu para uma trocação frente com o nort-americano. Assim, a luta entrou no terceiro round tecnicamente empatada. O fim da luta ocorreu no terceiro e último round, quando Jacaré acertou um poderoso soco de direita na cabeça de Weidman levando-o ao chão. Vendo o rival praticamente inconsciente, Jacaré permaneceu imóvel, sem ataca-lo no chão mesmo com o arbitro dando sequência a luta. Decisão final: nocaute técnico de Jacaré no terceiro round.


David Branch vs. Jared Cannonier

Categoria: Médio (até 84,4kg)

Jared Cannonier vence David Branch por nocaute técnico no 2R

Em uma vitória improvavel, Jared Cannonier conseguiu derrotar David Branch por nocaute técnico no inicio do segundo round! No inicio da luta Branch até começou melhor, mas tudo saiu do controle no round seguinte. No inicio do segundo round, Cannonier conseguiu aplicar um poderoso soco de direita no queixo de Branch, levando-o ao chão. Cannonier aproveitou o momento e de unicio a uma sequência de golpes contundentes levando o arbitro a encerrar a luta por TKO.


Karl Roberson vs. Jack Marshman

Categoria: Médio (até 84,4kg)

Karl Roberson vence Jack Marshman por decisão unânime

O primeiro round foi bastante dinâmico! Ambos os lutadores tiveram seus momentos, mas Roberson sai com ligeira vantagem pela maior sequência de golpes, inclusive contundentes. No segundo round, Roberson ampliou sua vantagem sobre Marshman. No terceiro e último round, Roberson acertou bons golpes em Marshman, que os acusou, mas parece que Roberson não partia para cima para se aproveitar do momento. Isso ocorreu nos rounds anteriores e na nossa visão empediu Roberson de sair mais cedo com a vitória. Na decisão dos arbitros, Karl Roberson venceu por decisão unânime (30-26, 30-26, 30-27).


Derek Brunson vs. Israel Adesanya

Categoria: Médio (até 84,4kg)

Israel Adesanya vence por nocaute técnico Derek Brunson no 1R

Na primeira luta do card principal, Israel Adesanya ainda no 1R conseguiu uma vitória avassaladora sobre Derek Brunson. Um joelhada mortal de Adesanya, deixou Brunson completamente atordoado. A partir daí Adesanya iniciou uma sequência de golpes brutais em Brunson, levando Herb Dean a encerrar a luta por nocaute técnico.


Card preliminar


Na primeira luta do UFC 230, pelo card preliminar, lutaram Adam Wieczorek e o brasileiro Marcos Rogerio de Lima. De Lima, o Pesão começou bem o primeiro round, dominando o centro do octogono, mas logo foi derrubado, mas conseguiu reverter a posição pouco depois. A partir daí ele passou o restante do round no chão, por cima de Wieczorek tentanto algo. No segundo round, De Lima continuou dominando o centro do octogono, soltando poderosos chutes baixos vez ou outra, e poucos socos. Wieczorek chegou ao final do round já demonstrando sinais de bastante cansaço. Aí já ficou claro que seria questão de tempo para Pezao sair com o braço erguido. O último round foi um replay dos dois anteriores. Pezão aplicando poucos chutes baixos, trabalhando um pouco no chão... Na nossa visão, De Lima (Pesão) poderia ter explorado mais os chutes baixos. Sua sequência irregular no evento e o fato de vir de uma derrota acabaram pesando para De Lima, que não quis se arriscar. Vitória por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27) para De Lima, o Pesão.


Shane Burgos e Kurt Holobaugh fizeram a próxima luta, pela divisão dos Penas (categoria até 66,2kg). Ainda no primeiro round Shane Burgos conseguiu uma finalização sensacional sobre Kurt Holobaugh. Depois de sofrer um knockdown, Holobaugh foi pra cima de um atordoado Burgos no chão, e este logou pegou seu braço e o finalizou por meio de uma chave-de-braç (Armbar)


Pelos leves (até 70,8kg), Matt Frevola e Lando Vannata se enfrentaram. Os arbitros consideraram a luta um empate por decisão unânime (29-28, 28-28, 28-28), após 3 rounds de luta.


Na sequência, Lyman Good e Ben Saunders lutaram pela divisão dos Meio-Médio (até 77,6kg). Ainda no primeiro round, o atleta local Lyman Good deixou Ben Saunders inconsciente no octógono. Dois ganchos de Lyman Good no clinch foram o suficiente para apagar Ben Saunders. Herb Dean não teve outra alternativa se não encerrar a luta por nocaute.


A luta seguinte foi entre Julio Arce e o brasileiro Sheymon Moraes. Moraes começou muito bem a luta, com um knockdown logo no inicio do primeiro round, mas não conseguiu aproveitar o momento. Julio Arce se recuperou rapidamente e quase finalizou o brasileiro em dois momentos. A contagem do round foi apertada, no entanto vimos Moraes saindo com uma ligeira vantagem. No round seguinte, Moraes acertou uma certeira cotovelada no clinch, causando um corte profundo em Arce. No final do round, Moraes conseguiu outro knockdown! Moraes foi melhor no último round também, mas inegavelmente. Arce foi crescendo nesse último round. Se tivesse mais 1 ou 2min certamente ele levava o round. Ao final, os arbitros deram vitória para Sheymon Moraes por decisão dividida (29-28, 28-29, 30-26). Joe Rogan em entrevista ainda no octogono disse que essa foi a primeira vez em que ele viu um octogono tão ensanguentado. De fato, havia muito sangue.


Na primeira e única luta feminina da noite, Sijara Eubanks derrotou em grande dificuldade Roxanne Modafferi por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27) dos arbitros. Superior na trocação, Eubanks mostrou um maior volume de jogo, inclusive um knock-down no segundo round por conta de um chute alto bem aplicado.


Na última luta do card preliminar, o favorito Jason Knight foi derrotado por Jordan Rinaldi por decisão unânime dos arbitos. Knight até começou bem o 1R, aplicando bastante pressão na trocação sobre Rinaldi. No entanto, depois de ser derrubado por Rinaldi, a luta terminou se invertendo para o lado de Rinaldi. No round seguinte, Rinaldi mais uma vez saiu em vantagem, porém dessa vez mais clara. Boa parte da luta se desenrolou no chão, com Rinaldi tentando uma finalização por RNC (mata-leão), mas sem sucesso. O terceiro round foi um verdadeiro replay do 2R, terminando inclusive da mesma maneira. Rinaldi no chão buscando a todo custo uma finalização.


Silvio Doria

Pós-Luta / Post-Fight

Nosso objetivo é trazer a nossos leitores reportagens e análises de qualidade, além de coberturas play-by-play de eventos do mundo do MMA e do Boxe. Trabalho desenvolvido por Silvio e Flavio Doria (registro de jornalistas: MTB 0082740/SP e MTB 0080216/SP, respectivamente), ambos membros da MMA Journalists Association. 

PosLuta.com | Copyright © 2019 | Todos os direitos reservados.